12 de julho de 2024Informação, independência e credibilidade
Expresso

Oppenheimer domina Oscar 2024 com Melhor Filme, Diretor, Ator e outras 4 estatuetas

“Assassinos da Lua das Flores” concorria a dez categorias, e não venceu nenhuma e Barbie levou o de Melhor Canção Original

Na noite deste domingo (10), a Academia realizou a 96ª edição do Oscar, o prêmio mais importante do cinema nos Estados Unidos. E com sete estatuetas, “Oppenheimer” foi o maior vencedor da noite.

O filme foi premiado nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Ator (Cillian Murphy), Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante (Robert Downey Jr.), Melhor Montagem, Melhor Fotografia e Melhor Trilha Sonora Original.

Já “Assassinos da Lua das Flores” concorria a dez categorias, e não venceu nenhuma. O longa foi indicado nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz (Lily Gladstone), Melhor Ator Coadjuvante (Robert De Niro), Melhor Direção, Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Design de Produção, Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Canção Original (“Wahzhazhe – A Song For My People”).

Com oito indicações, “Barbie” levou apenas um prêmio para casa. “What Was I Made For?”, música de Billie Eilish e Finneas para o filme, venceu o Oscar de Melhor Canção Original. Com isso, a cantora Eilish tornou-se a primeira pessoa com menos de 22 anos a ser premiada duas vezes.

Confira os vencedores:

Melhor Filme: Oppenheimer

Melhor Atriz: Emma Stone, por “Pobres Criaturas”

Melhor Ator: Cillian Murphy, por “Oppenheimer”

Melhor Direção: Christopher Nolan, por “Oppenheimer”

Melhor Ator Coadjuvante: Robert Downey Jr., por “Oppenheimer”

Melhor Atriz Coadjuvante: Da’Vine Joy Randolph, por “Os Rejeitados”

Melhor Cabelo e Maquiagem: Pobres Criaturas

Melhor Design de Produção: Pobres Criaturas

Melhor Figurino: Pobres Criaturas

Melhor Animação em Curta-Metragem: War Is Over! Inspired by the Music of John & Yoko

Melhor Animação: O Menino e a Garça

Melhor Roteiro Original: Anatomia de uma Queda

Melhor Roteiro Adaptado: Ficção Americana

Melhor Filme Internacional: Zona de Interesse (Reino Unido)

Melhores Efeitos Visuais: Godzilla Minus One

Melhor Montagem: Oppenheimer

Melhor Documentário de Curta-Metragem: The Last Repair Shop

Melhor Documentário de Longa-Metragem: 20 Dias em Mariupol

Melhor Fotografia: Oppenheimer

Melhor Curta-Metragem em Live Action: A Incrível História de Henry Sugar

Melhor Som: Zona de Interesse

Melhor Trilha Sonora Original: Oppenheimer

Melhor Canção Original: “What Was I Made For”, de “Barbie”