22 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Expresso

PGE recebe deputados da Comissão de Constituição, Justiça e Redação

Diálogo entre os poderes pretende melhorar a elaboração de projetos de lei

Samya Suruagy recebeu as deputadas Cibele Moura, presidente da CCJR, Fátima Canuto e Alexandre Aires. Foto: Iara Malta / Ascom PGE v

Os deputados da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa (ALE) foram recebidos, nesta quarta-feira (24), na Procuradoria-Geral do Estado de Alagoas (PGE). No encontro, foram discutidos a elaboração e os trâmites dos projetos de lei e proposto colaboração entre os dois Poderes.

A procuradora-geral, Samya Suruagy, recebeu as deputadas Cibele Moura, presidente da CCJR, Fátima Canuto e Alexandre Aires, que falaram sobre a necessidade de um diálogo mais próximo com a PGE para que os projetos de lei sejam elaborados com maior atenção às técnicas jurídicas.

Para a procuradora-geral, foi de extrema importância a PGE receber os membros da CCJR porque é dessa forma que a sua gestão entende como melhor caminho para tornar o funcionamento do Estado mais eficaz. “O diálogo entre o técnico e o político faz-se necessário. Precisamos ouvir os propositores das leis e auxiliá-los no que for preciso”, disse Samya Suruagy.

Os parlamentares apresentaram um panorama das principais políticas públicas que estão sendo discutidas para as próximas proposições e ficou estabelecido que os encaminhamentos da reunião entre procuradores e deputados serão informados a todos os outros parlamentares da Assembleia, para que se crie uma dinâmica de trabalho mais direta com a PGE.

A procuradora-geral afirmou que a Procuradoria está aberta ao diálogo e que apoia todas as iniciativas que mantenham a harmonia entre os poderes e garantam que leis importantes sejam aprovadas e que essas leis impactem positivamente a vida dos alagoanos e o bom funcionamento do Estado.

Também participaram da reunião o subprocurador-geral, Luis Fernando, o procurador chefe de gabinete, Eduardo Ramalho, e as procuradoras da Assessoria Especial, Lívia Lage e Luana de Oliveira.