24 de fevereiro de 2024Informação, independência e credibilidade
Policia

Polícia prende homem branco que chamou mulher de “macaca preta fedida”

O agressor responderá por injúria racial e pode pegar até 5 anos de prisão

Agressor foi preso por racismo e vai responder na justiça

A polícia prendeu um homem, de 53 anos, que na sexta-feira, 26, chamou a vizinha de prédio de “preta fedida e macaca”. Ele foi preso por injúria racial cometida contra uma mulher.

A agressão criminosa foi gravada e ainda assim o homem não se intimidou. Nas filmagens feitas pela vítima, de 44 anos, ela pede para o vizinho recolocar uma placa que estaria no corredor. Ele, então, joga plantas em direção à mulher e repete ofensas como “preta fedida” e diz: “Está me filmando? Chame a polícia”.

O caso aconteceu no município de Boa Esperança, no Sul de Minas. A mulher estava acompanhada da filha, uma criança, que chorava muito em meio á cena triste.

Segundo o boletim de ocorrência, a situação começou devido ao som alto e a latidos de cães na casa do ofensor. O dono do imóvel, um homem de 32 anos, entrou em contato com o inquilino e pediu para que ele acalmasse os animais e abaixasse o volume, para não atrapalhar a vizinhança.

O crime

Crime

A Polícia enquadrou o homem por crime de injúria racial, que é equiparado ao racismo. Por isso, o agressor está sujeito a pena de multa e prisão de dois a cinco anos. Por ser um crime enquadrado na Lei de Racismo, o autor será investigado. Não é mais necessário que a vítima decida se quer ou não prosseguir com a apuração.