16 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

Casos aumentam e Prefeitura de Maceió organiza força tarefa para combate à dengue

Ações integradas estão previstas para o período de 1º a 5 de abril em diversos pontos da capital

Prefeitura de Maceió organiza força tarefa para combate à dengue na capital
Secretarias planejam ações integradas para combater proliferação do mosquito transmissor e propagação da dengue. Foto: Itawi Albuquerque – Secom Maceió
Encabeçada pela Secretaria Municipal de Saúde, representantes de diversas pastas e órgãos municipais se reuniram na tarde dessa terça-feira (19), no auditório da Prefeitura de Maceió (Jaraguá), para discutir as ações que serão desenvolvidas na 4ª edição da campanha “Maceió Unida Contra a Dengue”, que visa intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti na capital.

Luiz Romero Farias, secretário de saúde de Maceió, destaca que diante do cenário nacional de incidência de dengue e do crescimento de casos, é importante um esforço conjunto e um trabalho educativo junto à população. “Estamos acompanhando o cenário da nossa cidade com nossos técnicos da epidemiologia e nesse momento precisamos do engajamento das outras pastas nesta força tarefa”, destaca.

Luiz Romero Farias, secretário de Saúde de Maceió. Foto: Itawi Albuquerque - Secom Maceió
Luiz Romero Farias, secretário de Saúde de Maceió. Foto: Itawi Albuquerque – Secom Maceió

A coordenadora de Epidemiologia de Maceió, Júlia Oliveira, apresentou durante a reunião os cenários no Brasil, em Alagoas e em Maceió, dando destaque ao crescimento de casos que foi observado na capital.

“Em 2023 registramos 294 casos e 2024 já registramos 511 casos, o que representa um aumento de 73% em relação ao ano passado. Estamos constantemente fazendo projeção de casos para planejar nossas ações de prevenção e controle”, explica.

Júlia Oliveira, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Maceió. Foto: Itawi Albuquerque - Secom Maceió
Júlia Oliveira, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Maceió. Foto: Itawi Albuquerque – Secom Maceió

Durante a reunião também foi apresentado um plano de ação para a campanha, que envolve estratégias integradas de vigilância epidemiológicas, manejo de vetores, atenção ao paciente, entre outros.

“Durante a campanha, nosso objetivo é eliminar os focos e educar a população, principalmente em ambientes onde há grande oferta de criadouros, como residências, prédios comerciais, prédios públicos, cemitérios, construções, borracharias, entre outros”, destaca Carmem Samico, gerente de Doenças Transmitidas por Vetores e Animais Peçonhentos da SMS.

Importância da participação da população

A subsecretaria de Atenção Primária da SMS, Roberta Borges, também destacou que o momento é de união. “Por isso, precisamos da contribuição de todos, em diversas frentes, com fiscalização em mercado, terrenos baldios, recolhimento de entulhos, além de alertar, orientar, promover medidas de prevenção, pois só com o trabalho integrado entre Prefeitura e a comunidade, conseguiremos combater a proliferação do mosquito”.

Subsecretária de Atenção Primária da SMS, Roberta Borges. Foto: Itawi Albuquerque - Secom Maceió
Subsecretária de Atenção Primária da SMS, Roberta Borges. Foto: Itawi Albuquerque – Secom Maceió

Estiveram presentes representantes da Secretaria de Governo (Segov), Autarquia Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Limpeza Urbana (Alurb), Defesa Civil Municipal, Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semapa) e Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (SEMSC).