22 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Expresso

Prefeitura fará “tira-dúvidas” sobre Plano de Gestão da Orla em três bairros neste sábado

População pode procurar os locais e se informar sobre como contribuir com sugestões para a orla marítima

Prefeitura fará “tira-dúvidas” sobre Plano de Gestão da Orla em três bairros neste sábado (04)
Contribuições para a gestão da orla marítima podem ser feitas até dia 19 de maio. Foto: Jonathan Lins / Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió fará uma mobilização neste sábado (04), das 9h às 12h, em três bairros, para tirar dúvidas da população e ajudar as pessoas a participarem da consulta pública do texto base do Plano de Gestão Integrada (PGI) da Orla Marítima.

A equipe técnica do PGI estará presente nas três Unidades de Planejamento (UP), que abrangem os bairros de Pontal a Jaraguá (UP1), Pajuçara a Jacarecica (UP2), e Guaxuma a Ipioca (UP3).

Na UP1, o local para tirar dúvidas será a Colônia de Pescadores, na Praça Dr Caio Aguiar Porto, 50, Pontal da Barra. Na UP2, os técnicos irão receber a comunidade na Escola Municipal Doutor Orlando Araújo, Avenida Dr. José Sampaio Luz, 821, Ponta Verde. E na UP3, a ação será realizada no Sesc Guaxuma, Rua Coronel Mário Saraiva, s/n, Guaxuma.

O texto base do PGI está com consulta pública aberta até o dia 19 de maio, para que a população dê suas contribuições sobre as propostas para a orla marítima de Maceió. As sugestões foram dadas durante a Oficina de Planejamento Participativo e em reuniões técnicas realizadas desde o ano passado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maceió (Iplan).

O texto está disponível no site do Programa Orla, onde as pessoas podem baixar e ler, para em seguida preencher o formulário (disponível neste link) e dar suas contribuições, que devem ser acompanhadas por uma justificativa.

O PGI tem como principal objetivo implementar uma política pública estratégica para o planejamento do uso e ocupação da orla marítima, promovendo uma gestão integrada e coordenada dos recursos naturais, econômicos, sociais e culturais presentes na zona costeira. Ele busca conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação ambiental e a promoção do bem estar social das comunidades locais.