18 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Procon/AL tem recebido casos frequentes de golpes envolvendo faturas digitais da Equatorial

Faturas emitidas digitalmente no portal da distribuidora de energia elétrica tem apresentado informações incorretas

Procon/AL orienta consumidores sobre fatura de energia elétrica. Foto: Ascom Procon/AL

Consumidores alagoanos têm procurado o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL) para comunicar recorrentes erros envolvendo as faturas digitais da Equatorial. De acordo com os consumidores, informações básicas como o CNPJ da empresa se apresenta de forma incorreta, o que pode enganar os consumidores na hora do pagamento.

Os clientes da distribuidora de energia elétrica informam que tais equívocos estão ocorrendo no site da empresa. Além disso, têm sido frequentes as reclamações envolvendo faturas duplicadas no mesmo mês, fator que desfalca a renda e economia familiar dos consumidores.

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2022 a renda familiar per capita dos alagoanos foi a segunda mais baixa do país, com o valor de R$935,00 apontando uma desigualdade econômica em relação a outros estados da federação.

“O Procon/AL está à inteira disposição da comunidade para sanar dúvidas e defendê-la de qualquer dano que comprometa a vida desses consumidores. Nosso papel é proteger e defendê-los de qualquer forma de fraude”, disse o diretor-presidente Daniel Sampaio.

Dicas e orientações

Ao emitir a fatura digital diretamente do site da distribuidora, verifique se as informações coincidem com as de uma fatura física que você tenha em mãos. Verifique o CNPJ da empresa, o consumo em KW e valor da fatura. Ao realizar o pagamento por qualquer meio que você costuma realizar, faça a verificação dos dados para que, posteriormente, você não venha sofrer qualquer tipo de lesão financeira.

O Procon-AL dispõe de canais para atender a população alagoana, receber reclamações e realizar denúncias. Caso haja alguma ocorrência, o consumidor pode entrar em contato através de ligações ao 151, mensagens ao WhatsApp (82) 98876-8297 e de forma presencial, mediante agendamento, através do site agendamento.seplag.al.gov.br.