16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Programa Alagoano de Ensino Integral é apresentado em seminário do MEC

Secretária Executiva do Desenvolvimento da Educação e Cooperação com os Municípios, Sueleide Duarte, representou o estado no evento


Palei existe na rede estadual desde 2015. Foto: Cortesia

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) apresentou o Programa Alagoano de Ensino Integral (Palei) durante o Seminário Interministerial sobre Educação em Tempo Integral promovido pelo Ministério da Educação (MEC) em parceria com o Banco Mundial (BIRD), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Serviço Social da Indústria (Sesi). O evento aconteceu em Brasília e a Seduc foi representada pela secretária executiva do Desenvolvimento da Educação e Cooperação com os Municípios, Sueleide Duarte.

Na ocasião, Sueleide lembrou que o programa teve início em 2015 e tem se expandido gradativamente na rede estadual de ensino – atualmente, 126 escolas na rede ofertam o modelo. “Hoje temos 25% das escolas de ensino fundamental e 46% das unidades de ensino médio da rede estadual no formato integral. Tudo isso aconteceu de forma gradativa, ouvindo a comunidade escolar e também levando em consideração questões como estrutura física e o impacto destas matrículas na comunidade”, revelou Sueleide.

Ela também aproveitou o momento para apresentar alguns dos principais programas da Educação de Alagoas, a exemplo do Cartão Escola 10, Daqui pro Mundo, Coração de Estudante, Leite do Coração e Professor Mentor. Sueleide destacou que, além da preocupação pedagógica, os programas também possuem um viés social. “Por meio do Leite do Coração e Coração de Estudante, por exemplo, atuamos diretamente em questões relacionadas à insegurança alimentar e saúde mental de nossos estudantes”, pontuou.

O evento contou com a presença de representantes dos ministérios da Educação de mais oito países com políticas de expansão para a jornada de tempo integral. São eles: Uruguai, Peru, Chile, Equador, Argentina, Colômbia, México e Vietnã.