17 de julho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Projeto científico de alunas do Sesi Alagoas será apresentado durante feira em Nova Iorque

Paperben possui ação antifúngica, reduzindo perdas durante o transporte de frutas, verduras e legumes

Projeto científico de alunas do Sesi/AL será apresentado durante feira em Nova Iorque | Assessoria

O projeto “Paperben – Papel Reciclado Antifúngico”, desenvolvido por estudantes da Escola Sesi Senai Benedito Bentes, será apresentado durante a Genius Olympiad, uma competição internacional de projetos de ensino médio que abrange diversas disciplinas e tem como foco questões ambientais. O evento acontece em Rochester, Nova Iorque, no período de 10 a 14 de junho.

Fundada e organizada pela Terra Science and Education e sediada pelo Rochester Institute of Technology, a Genius Olympiad reúne projetos nas áreas de Ciência, Escrita Criativa, Negócios, Robótica, Arte, Música, Curta-metragem e Programação (Coding). A equipe alagoana se credenciou para o evento internacional devido à excelente participação na 8ª Feira Brasileira de Iniciação Científica (Febic), que aconteceu no período de 2 a 6 de outubro de 2023, em Pomerode-SC.

Participar da Genius Olympiad deixa os vencedores em destaque no cenário internacional, abrindo portas para futuras oportunidades acadêmicas e profissionais. Este é um caminho que a educação do Sesi Alagoas estimula seus alunos a seguirem desde cedo.

“Nossas escolas trabalham com Iniciação Científica ainda na educação básica e isso é extremamente disruptivo e desafiador, mas, leva os nossos alunos e professores a lugares inusitados porque trabalhamos com a criatividade, com a procura por conhecimentos além da sala de aula, com o trabalho em equipe, com a oratória, melhor uso do tempo…”, destaca a diretora de Educação e Tecnologia do Sesi Senai Alagoas, Cristina Suruagy.

Ela explica que tudo isso se baseia na busca de soluções de problemas tanto para a comunidade quanto para as empresas, desde problemas cotidianos a problemas mais específicos por temas. “Os resultados estão chegando, já temos uma quantidade enorme de alunos e professores participando de feiras nacionais de pesquisa e esse prêmio veio pra abrir as nossas portas para nossos alunos e professores apresentarem nossos conhecimentos em eventos internacionais. Estamos extremamente satisfeitos e orgulhosos de um grande trabalho”, concluiu.

Paperben

O projeto orientado pela professora do Sesi Jeanynne Leite Rocha é desenvolvido pelas alunas Letícia Vitória Bezerra dos Santos, Maria Clara Farias Barbosa e Myllenny Victória Oliveira de Araújo. Trata-se de um papel antifúngico específico para o transporte e armazenamento de frutas, legumes e verduras.

O Paperben é feito a partir de folhas recicladas, incorporando ervas como boldo do Chile, alecrim, cravo da Índia e erva-doce, que possuem propriedades antimicrobianas. Quando utilizado durante o transporte de alimentos, o papel cria uma barreira protetora que reduz os riscos de contaminação por fungos.

A ideia é reduzir perdas causadas pela contaminação fúngica e garantir a qualidade dos alimentos transportados. Assim, o projeto contribui para a sustentabilidade, a segurança alimentar e a eficiência econômica na cadeia de produção e distribuição de alimentos.

No projeto, a equipe do Sesi ressalta que o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de frutas e hortaliças, com uma produção anual de, aproximadamente, 43 milhões de toneladas. No entanto, “cerca de 35% dessa produção é perdida ao longo da cadeia de produção, colocando o país entre os 10 maiores desperdiçadores de alimentos globalmente. A contaminação por fungos é uma das principais preocupações dos produtores, afetando a qualidade das frutas e aumentando os custos de produção”.