21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

PT reúne pré-candidatos para a disputa em Maceió no próximo ano

Presidente do partido destaca a necessidade de uma chapa competitiva e com densidade eleitoral para a Câmara Municipal,

Petistas reunidos no planejamento para a disputa das eleições municipais em Maceió

Os pré-candidatos a vereador de Maceió pelo Partido dos Trabalhadores (PT) reuniram-se nesta quinta-feira, (12) para ajustarem as estratégias que o partido pretende desenvolver nas eleições municipais do próximo ano.

Presentes à reunião, convocada pelo presidente do Diretório Municipal, Marcelo Nascimento, estiveram ainda as duas personalidades que disputam a indicação da candidatura para prefeito de Maceió: o deputado estadual Ronaldo Medeiros e a jornalista Élida Miranda.

“Desde janeiro deste ano, estamos empenhados e dedicados à missão de compor uma chapa competitiva e com densidade eleitoral para a Câmara Municipal, representando a riqueza da diversidade que só o nosso partido é capaz de fomentar. Teremos uma chapa mais robusta com participação expressiva de mulheres, fato inédito até agora, como também representações da população negra, da juventude, LGBTQIA+, entre outros”, comenta. “A maioria já disputou eleições anteriores ficando nas primeiras suplências ou conquistando mandatos eletivos. E se as eleições fossem hoje, a um ano das eleições, o PT já teria uma chapa competitiva para disputar junto à Federação Brasil da Esperança [PV, PCdoB e PT]”, disse Nascimento presidente do PT em Maceió.

Para o deputado estadual Ronaldo Medeiros, o diretório do PT em Maceió tem buscado mobilizar a militância, estimulado as candidaturas de seus melhores quadros e aberto o debate sobre as eleições de 2024.

“O PT, através de sua direção municipal, tem afirmado tanto nas reuniões com a militância, nas suas plenárias, como nas diversas mídias, que apresentará candidatura majoritária para prefeito da capital nas próximas eleições. Portanto, manterá um claro alinhamento com a Resolução do Diretório Nacional de agosto de 2023 que estimula as candidaturas do partido e a construção de alianças com o campo democrático popular. Trata-se da retomada do protagonismo no cenário político da capital como ocorreu em 2020”, comenta.

Ainda segundo o parlamentar, “em Maceió, o PT reafirma sua posição de que o governo encabeçado por João Henrique Caldas ‘JHC’ [PL] continua não tendo respostas adequadas às demandas da imensa maioria da população maceioense. Essas são demandas antigas e tão atuais por uma vida digna numa cidade que permita, a seu povo, direitos fundamentais como educação pública de qualidade; saúde acessível; transporte público eficiente; acesso à moradia digna com saneamento básico; cultura, lazer e esporte disponíveis principalmente a periferia e aos setores mais pobres; garantia da proteção dos direitos das crianças e adolescentes, mulheres, idosos, pessoas com deficiência e àqueles que se encontram vulneráveis, na miséria ou em situação de rua; e o combate ao racismo e discriminação da população LGBTQI+”.

Já para jornalista Elida Miranda, vice-presidenta do PT Maceió, JHC tenta se mostrar como algo novo na política, mas não passar da continuidade daqueles que sempre mal tratam a população maceioense mais carente e é persona da extrema-direita brasileira.

“JHC representa as velhas elites corrompidas e apodrecidas da sociedade alagoana. Seu governo é um continuísmo medíocre das velhas práticas administrativas. JHC governa sem a preocupação com a imensa maioria da população de Maceió que persiste em condições de vida precária. Por conta disso, JHC priorizou consolidar alianças e movimentos políticos para tornar-se um dos principais representantes em Alagoas da extrema-direita bolsonarista. Ele se aliou àqueles que tudo fizeram para destruir a nação brasileira, retirar os direitos sociais da população trabalhadora. Por esses motivos, o PT reafirma ser oposição à gestão JHC”, afirma. “Nossa oposição é, e sempre foi, qualificada e independente, pautada na defesa da imensa maioria da população. Por isso, mantemos nossa orientação aos militantes para a reafirmação de nossas bandeiras históricas e para a construção de uma frente política democrática que se contraponha à reeleição de JHC em 2024 à prefeitura de Maceió”, completa Elida Miranda.