2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Saúde alerta sobre a importância da vacinação contra o vírus da Covid-19

De acordo com o calendário da vacinação da Covid-19, a população deve ter recebido quatro doses para estar com o calendário atualizado

A vacinação foi iniciada em maio de janeiro de 2021. Foto: Carla Cleto / Ascom Sesau

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) alerta para a importância da atualização do calendário vacinal contra a Covid-19, vírus responsável pela última pandemia mundial que provocou mais de 707 mil óbitos só no Brasil. Em Alagoas, esse número chegou a 7.035 vítimas faatas.

É importante destacar que, de acordo com o calendário atual para vacinação da Covid-19, a população deve ter recebido quatro doses para estar com seu calendário vacinal atualizado. A vacinação foi iniciada em maio de janeiro de 2021.

O secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, ressalta que, apesar do fim da pandemia, o vírus da Covid-19 continua circulando, por isso as vacinas não podem ser negligenciadas. “A pandemia acabou em maio deste ano, mas a Covid-19 vai continuar circulando com seu potencial de agravamento e óbito. Assim, a maneira mais eficaz de combater o vírus é com a vacinação, que é disponibilizada gratuitamente pelo SUS, nos postos de saúde dos municípios”, reforçou o gestor. Painel Covid-19

A Sesau realiza monitoramento diário dos dados de Covid-19 desde março de 2020, incluindo número de casos notificados, confirmados, descartados, recuperados e os óbitos.  A vigilância inclui evolução da doença, distribuição de casos e óbitos por município e dados sobre Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Dados do Painel Coronavírus, do Ministério da Saúde (MS), revelam que o estado de Alagoas figura como o terceiro estado do Brasil com a menor incidência de óbitos a cada 100 mil habitantes, ficando atrás apenas da Bahia e do Maranhão. De acordo com o Painel, Alagoas apresenta 218,9 mortes a cada 100 mil habitantes, a Bahia tem 213,7 e o Maranhão totaliza 156,6.

No número de incidência por 100 mil habitantes, o Estado de Alagoas também ocupa o ranking com os melhores índices, figurando em segundo lugar entre as unidades com a menor incidência, ficando abaixo apenas do Maranhão.

Ainda de acordo com o Painel, o Maranhão tem 7.032 casos a cada 100 mil habitantes. Já Alagoas apresenta o número de 10.223 e o Acre, no Norte, totaliza uma incidência de 10.296 casos a cada 100 mil pessoas.

Monitoramento

O Grupo Técnico-Científico da Sesau (GTC) realiza, nesta quarta-feira (6), às 10h, reunião na sede da Secretaria, no bairro Jaraguá, em Maceió, para avaliar a situação da Covid-19. O encontro ocorre para analisar a situação epidemiológica atual.

O GTC é constituído por técnicos, médicos e outros profissionais da saúde que se reúnem, com regularidade, no sentido de analisar, especialmente, os quadros de doenças infectocontagiosas, além de outros temas pertinentes à saúde pública.