24 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Secretaria de Educação apresenta plataforma de combate à evasão para gestores da rede estadual

Ferramenta faz o acompanhamento em tempo real da frequência escolar dos estudantes

Plataforma vai facilitar a vida dos gestores de cada escola ao captar dados da frequência real. Fotos: Thiago Athaíde e Vitor Manoel / Ascom Seduc

Na constante busca por uma educação pública de qualidade, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) apresentou aos gestores das escolas estaduais da capital mais uma importante ferramenta de combate à evasão escolar: trata-se da plataforma “Buscae”, criada para acompanhar, de maneira sistematizada, a frequência do estudante da rede estadual de ensino.

O encontro ocorreu nesta terça-feira (21) nas sedes da 1ª e 13ª Gerências Especiais de Educação (GEE), na Pajuçara e no Cepa.

“É um sistema robusto e bastante inteligente. Ele vai facilitar demais a vida dos gestores de cada escola, captando dados da frequência real junto ao Sistema de Gestão Escolar de Alagoas (Sageal), no qual os professores armazenam informações sobre notas e frequência. Então, captando esses dados, os gestores poderão observar se o estudante está em risco ou não de abandono e, quem sabe, de evasão escolar no próximo ano”, explica o gerente especial de Prevenção ao Abandono Escolar e a Evasão, Artur Ferreira.

 

Ainda segundo Artur, nos próximos dias, gestores das demais Gerências Especiais também serão apresentados à plataforma. A expectativa é que, em algumas semanas, todos já estejam familiarizados com a Buscae, plataforma que será utilizada a partir do ano letivo de 2024.

Fortalecendo o trabalho

Os gerentes da 1ª e 13ª GEE, respectivamente Cássio Costa e Anne Kelly Martins, elogiaram a iniciativa da Buscae e dizem que a plataforma vai se somar a programas exitosos já desenvolvidos pelo Governo de Alagoas, a exemplo do Cartão Escola 10, fortalecendo, sobremaneira, o combate à evasão em todo o estado.

“Esse movimento aprimora o que já tem sido feito nas nossas escolas, por meio do trabalho de acompanhamento pedagógico. A busca ativa é uma realidade na rede estadual. Então, essa ferramenta vai permitir um maior acompanhamento, intensificando a questão dos registros. Já estamos entusiasmados com a novidade”, comentou Anne Kelly.

“A Busca Ativa é uma ação contínua na 13ª e, pela primeira vez, conseguimos um fluxo de 80% em todas as nossas escolas durante a prova do SAEB. Acreditamos que, com a Buscae, teremos uma adesão ainda maior nas demais turmas até o fim do ano letivo, pois quando combinamos fluxo com o combate à evasão e à reprovação só temos ganhos para a aprendizagem”, destacou Cássio.

Abandono  x  evasão

Entende-se que houve abandono “quando o estudante obtiver número de faltas consecutivas superior a 25% e não retornar à escola até o final do ano/semestre letivo”. Já a evasão acontece quando “um indivíduo regularmente matriculado no início do ano letivo não tem a matrícula ou rematrícula efetivada no ano seguinte, independentemente da situação de conclusão do ano de matrícula, podendo ter sido aprovado, reprovado ou abandonado”.