24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Sesau discute melhorias para a saúde pública de Alagoas durante agenda oficial em Brasília

Reunião ocorreu nesta quarta-feira, em Brasília, e contou com a participação dos gestores de saúde estaduais

Secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, participou, nesta quarta-feira, da reunião do CONASS, em Brasília

O secretário de Estado da Saúde, médico Gustavo Pontes de Miranda, participou, nesta quarta-feira (24), da reunião ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), em Brasília. Durante o encontro, que reuniu gestores de todos os estados brasileiros, foram discutidos temas que visam qualificar a assistência em saúde para os alagoanos.

Acompanhado do secretário executivo de Gestão Interna, Éder Correia, o titular da saúde estadual salientou que os temas debatidos na reunião do CONASS impactam diretamente nos serviços oferecidos pela Rede Pública de Alagoas. Um dos pontos debatidos foi o impacto da judicialização da saúde, que tem aumentado ano após ano, na Política da Atenção Especializada.

“Os temas debatidos durante a reunião do CONASS impactam na assistência aos usuários do SUS [Sistema Único de Saúde] e, por isso, a participação de Alagoas nestas discussões é fundamental. Isso porque, além de conhecermos ações assistenciais colocadas em prática em outros Estados, também compartilhamos experiências exitosas implementadas em Alagoas, que fazem a diferença na vida do povo alagoano”, ressaltou Gustavo Pontes de Miranda.

Entre as iniciativas implementadas na saúde de Alagoas e que são modelo para os demais Estados brasileiros, está, por exemplo, o Programa Salva Mais. Por meio dele, houve a união das Centrais de Atendimento do Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] e do Corpo de Bombeiros [Militar de Alagoas], que, na prática, representam a integração dos Sistemas de Urgência e Emergência, assegurando que cada órgão cumpra a atribuição para a qual é designado.

Arboviroses

Ainda durante a reunião do CONASS foi discutida a situação das arboviroses no Brasil, com detalhamento sobre a situação epidemiológica de cada região. Isso porque o país vem registrando um aumento exponencial de casos de dengue este ano, com vários Estados em situação epidêmica, o que impacta na assistência prestada pelos serviços de saúde.

“Felizmente não estamos em uma situação crítica quanto ao número de casos e óbitos por arboviroses, mas temos que nos manter vigilantes com relação às medidas de combate ao vetor da dengue, zika e chikungunya, que é o Aedes aegypti. Já realizamos dois Dias D de Combate à Dengue e ações educativas em vários pontos do Estado, mas a população deve adotar as medidas de prevenção para evitar os criadouros da fêmea do vetor, que se desenvolve em locais com a concentração de água limpa e parada”, ressaltou Gustavo Pontes de Miranda, que cumpre agenda oficial em Brasília até esta quinta-feira (25).