16 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Sesi e IEL aproximam alunos da EJA de oportunidades no mercado de trabalho

Entidades motivam jovens, que se inscrevem em plataforma de seleção de estágio

Sesi e IEL aproximam alunos da EJA de oportunidades no mercado de trabalho | Assessoria

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Serviço Social da Indústria (Sesi) convidou a coordenadora de Educação Empresarial e Desenvolvimento de Carreiras do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Thayse Ferro, para uma conversa com os estudantes sobre oportunidades de estágio.

A palestra aconteceu na última segunda-feira, 30, na Escola Sesi Cambona, e foi destinada aos alunos da EJA do ensino médio na faixa dos 18 aos 24 anos. O objetivo dessa aproximação com o IEL é facilitar a inserção destes jovens no mercado de trabalho. Na ocasião, eles se inscreveram na plataforma de seleção para estágio do Instituto.

A diretora de Escola Sesi Cambona, Alessandra Damacena, destacou como a palestra foi enriquecedora no sentido de abrir portas para o futuro e comemorou o fato de que alguns alunos já terminaram a noite com entrevista marcada.

“Nós temos o entendimento de que nosso papel é o de transformar a vida das pessoas como ponte para o futuro. É no que acreditamos e é o que vivemos aqui. Esse é nosso propósito como instituição. Nessa perspectiva, fazia todo o sentido convidar o IEL, braço do Sistema Fiea que promove a interação entre estudantes e empresas, para apontar caminhos e oportunizar acesso ao mercado de trabalho”, disse.

Segundo a orientadora educacional da EJA, Izabel Melo, os aspectos ligados à motivação que despertam interesse aos estudantes da EJA estão baseados em suas competências e foco profissional. Com a apresentação e o cadastramento deles nas vagas de estágio, os alunos se tornaram mais confiantes.

“É importante destacar que o público EJA apresenta uma característica motivacional diferente de outros educandos, pois, eles já partem do pressuposto ‘Mundo do Trabalho’. Dessa forma, os motivos que os impulsionam a aprender estão, estrategicamente, ligados à realidade de vida. Realmente, esta foi uma ação que fez toda a diferença!”, concluiu.