16 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Sesi promove workshop sobre norma que regulamenta trabalho em espaços confinados

Evento da NR-33 encerra ciclo de eventos realizado em 2023

Sesi promove workshop sobre norma que regulamenta trabalho em espaços confinados | Assessoria

O Serviço Social da Indústria (Sesi) encerrou o ciclo de workshops de 2023 sobre Normas Regulamentadoras (NRs), que trouxe a Maceió especialistas de renome nacional para compartilhar conhecimentos com profissionais e gestores da Indústria alagoana. Nessa quinta-feira (23), o tema foi a NR-33, que trata da segurança do trabalho em espaços confinados.

O coordenador de Segurança do Trabalho do Sesi/AL, Kledson Cavalcante, disse que a série de quatro eventos teve como objetivo fortalecer a presença da marca no mercado alagoano e reforçar o papel de protagonismo e referência do Sesi em Segurança do Trabalho no estado.

Ele também destacou a importância do tema abordado nessa quinta. “Focado em estudos de casos e boas práticas, o workshop da NR-33 trouxe para os trabalhadores da indústria informações sobre aplicação prática da análise de riscos e caracterização de espaços confinados. Isso aumenta a percepção de riscos dos trabalhadores e a prevenção de acidentes em atividades críticas”, ressaltou.

Para falar sobre a NR-33, o Sesi convidou o engenheiro químico Antônio Ribeiro Monteiro, formado pela Unicap/PE. Ele é pós-graduado em Energia/Etanol pela USP; em Engenharia de Segurança do Trabalho pela UFPB; em Segurança Integral na Empresa pela Fundación Mapfre (Madrid-Espanha); em Higiene Ocupacional pela UFBA; e em Engenharia de Segurança Processo/Gerenciamento de Riscos pela RSE (Faculdade Jardins-BA).

Durante a palestra na Casa da Indústria, ele trabalhou, principalmente, a identificação e caracterização do espaço confinado que, segundo o engenheiro químico, é a maior dificuldade para trabalha nessa área. Outro ponto importante, destaca Antônio Ribeiro, é o compromisso da alta administração e dos gestores com o tema, uma vez que o trabalho em espaço confinado apresenta risco muito alto.

Dessa forma, é possível reduzir os perigos tornar o trabalho mais seguro. “O risco está relacionado à probabilidade de ele ocorrer, versus a sua consequência. Então, o trabalho todo é de reduzir a probabilidade, ou seja, nós podemos, nós fazemos! Numa acidente de avião, por exemplo, a consequência é catastrófica, porém, nós viajamos porque a máquina é confiável e quem pilota também é confiável”, explicou.