1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Esportes

Sonho de consumo da CBF, Ancelotti acerta renovação com o Real Madrid até 2026

Italiano frustra os planos da Seleção após ser anunciado pelo presidente destituído da CBF, Ednaldo Rodrigues, como o comandante do Brasil no ciclo da próxima Copa do Mundo

Ancelotti não assumirá a Seleção Brasileira – Foto: David Ramos

Por Dyego Barros

Sonho de consumo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o ciclo da próxima Copa do Mundo, Carlo Ancelotti seguirá no Real Madrid. De acordo com o site espanhol Relevo, o italiano de 64 anos estendeu seu vínculo com a equipe madrilenha até 2026. O anúncio da renovação contratual deve ser feito nas próximas horas. 

Com o acordo entre o treinador e o clube merengue, a CBF terá de buscar uma outra alternativa para o comando técnico da Seleção, ou optar pela efetivação do interino Fernando Diniz no cargo.

No mês de julho, o presidente destituído da confederação, Ednaldo Rodrigues, anunciou um acerto com Ancelotti. Segundo o jornalista do Jornal O Globo, Athos Moura, que cobre o dia a dia da entidade, pápeis chegaram a ser assinados na ocasião. Entretanto, a crise institucional que resultou no afastamento de Ednaldo esfriou as negociações. Paralelamente, o Real Madrid faz uma grande temporada, liderando La Liga de forma isolada e com 100% de aproveitamento na Champions League. O que teria levado o mandatário de ‘Los Blancos’, Florentino Peréz, a desejar a renovação do vínculo que se encerraria no meio de 2024.

Desde o começo das especulações, Ancelotti sempre deixou claro que sua prioridade era a equipe merengue, rechaçando qualquer possibilidade de não cumprir o contrato com os merengues e, ao mesmo tempo, sinalizando que estaria disposto a seguir em Madrid, caso este fosse o desejo da direção do clube espanhol.

Em 2024, o Brasil disputa, além da sequência das Eliminatórias e partidas amistosas, a Copa América sediada nos Estados Unidos. O que exigirá de uma CBF desgovernada e em profunda crise política um ‘plano B’ minimamente convincente aos olhos do torcedor da Amarelinha.