20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

SP retoma vacinação com 30 mil profissionais de saúde do Hospital das Clínicas

Ministro da Saúde reafirmou que o plano nacional de vacinação começará na próxima quarta

A vacinação contra a covid-19 no estado de São Paulo, iniciada no domingo, vai continuar nesta segunda-feira (18) no Hospital das Clínicas da capital paulista. Serão vacinados profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à doença.

Pouco mais de cem pessoas já receberam o imunizante, logo após a CoronaVac ser aprovada para uso emergencial pela Anvisa, incluindo a enfermeira Mônica Calazans, primeira pessoa vacinada no país.

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, reafirmou que o plano nacional de vacinação começará na próxima quarta-feira (20), às 10h.

O HC de São Paulo disponibilizou um galpão para vacinar todos os 30 mil funcionários do hospital nesta semana, a partir desta segunda. A campanha acontecerá no Centro de Convenções Rebouças, um anexo do hospital, onde estarão situadas 30 estações de vacinação, que funcionarão 12 horas por dia, das 7h às 19h.

A previsão é que dezenas de caminhões refrigerados partirão da sede do Instituto Butantan, em São Paulo, para distribuir doses, seringas e agulhas para iniciar a vacinação nos Hospitais das Clínicas de Ribeirão Preto, Campinas, Botucatu, Marília e o hospital de Base de São José do Rio Preto. Ao todo, devem ser vacinados ao longo da semana 60 mil funcionários, segundo o governo estadual.

Brasil

O governo também afirma que a campanha de imunização será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas de vacina do ministério da Saúde. A Secretaria de Saúde do estado de São Paulo enviou, ainda no domingo, 4.636.936 doses da CoronaVac para os outros estados do Brasil, de acordo com o Instituto Butantan, que produz a vacina. Com isso, o instituto deixou 1.357.640 doses em SP.

Alagoas deve receber, já nesta segunda-feira (18), cerca de 70 mil doses da vacina Coronavac, imunizante contra a Covid-19 aprovado para uso emergencial pela Anvisa.

A informação foi dada pelo governador Renan Filho minutos antes de embarcar para São Paulo, onde participará, na manhã desta segunda, da solenidade do Ministério da Saúde que marcará o início da distribuição da vacina para os Estados.