16 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Justiça

STF: Mendonça manda arquivar inquérito das mansões do clã Bolsonaro compradas com dinheiro vivo

Entre as mansões, a da Vivendas da Barra, no Rio, e a de Flávio Bolsonaro, em Brasília, que custou R$ 6 milhões

A mansão de Flávio Bolsonaro, comprada em Brasília

Em decisão monocrática, o ministro do STF, André Mendonça, mandou arquivar as investigações contra a compra suspeita´, em dinheiro vivo, de mais de 20 imóveis, pelos filhos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O ministro disse que não houve apontamento de irregularidade e alegou que o pedido de investigação não traz indícios que o presidente comprou os imóveis pessoalmente.

As aquisições estão sendo apuradas pelo Ministério Público do Rio e do Distrito Federal.

Ministro André Mendonça, do STF

Entre os imóveis adquiridos está a mansão em que vive o próprio Bolsonaro, no condomínio Vivendas da Barra, no Rio, além da comprada por Flávio Bolsonaro, em Brasília, que custou R$ 6 milhões.

Mendonça disse que apuração é um “conjunto de ilações” e a caracterizou como “sensacionalista”. “Não se pode ignorar, ademais, o contexto político-eleitoral com que tal matéria veio à lume, ostentando grau de sensacionalismo superior ao seu efetivo conteúdo”, disse o ministro que foi nomeado para o cargo por Jair Bolsonaro.

Segundo Mendonça, a peça não teria provas “minimamente aceitáveis” e carece de “elementos mínimos para a instauração de persecução penal”.