20 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: 3 a 2

Alagoano: CRB vence o Jacyobá na primeira partida da semifinal

Alagoano: CRB vence o Jacyobá na primeira partida da semifinal

Esportes
Na noite desta quarta-feira (20), o CRB bateu o Jacyobá por 3 a 2, fora de casa, e conquistou uma boa vantagem para a partida de volta da semifinal do Campeonato Alagoano. O jogo foi no Gérson Amaral, em Coruripe, com gols de Ferrugem, Felipe Menezes e William Barbio, pelo Galo, com Claudinei e Davi descontando para o adversário. O jogo de volta será na próxima quarta-feira, às 20h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Com três golaços e uma brilhante vitória, o CRB saiu na frente e venceu o primeiro duelo da semifinal por 3 a 2 em Coruripe. O GALO abriu uma grande vantagem para o jogo de volta na quarta-feira em Maceió.#Alagoano2019#Semifinal#FechadoComOGALO #MaiorDeAlagoas ⚪️? pic.twitter.com/jEUwUBGXDl — CRB (@CRBoficial) 21 de março de 2019 Quem não deve jogar a próxima
ASA perde para o Coruripe e se complica no Alagoano

ASA perde para o Coruripe e se complica no Alagoano

Esportes
Na noite deste domingo (3) foi encerrada a terceira rodada do Campeonato Alagoano, com jogo em Arapiraca, entre ASA e Coruripe. Melhor para os visitantes, que no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, bateu o time da casa por 3 a 2. E isso depois de ficar atrás no placar por duas vezes. O ASA abriu o placar com Janderson aos 25 minutos de jogo. Nenhum gol saiu até a vira do intervalo, quando de forma relâmpago o Coruripe empatou, com Palhinha, aos 40 segundos. Não se passaram cinco minutos que Ciel colocou o ASA novamente na frente. Mas de olho na vitória, três minutos depois o Coruripe empatou com Alef Manga. E aos 36 minutos, Etinho deu números finais e garantiu três pontos para o Coruripe, que está na terceira colocação com seis pontos. Já o ASA ocupa o sétimo e penúltimo lugar com dois
STF rejeita denúncia de racismo contra Bolsonaro

STF rejeita denúncia de racismo contra Bolsonaro

Brasil, Justiça
A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por 3 votos a 2 rejeitar denúncia de racismo e discriminação apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência, devido a um discurso proferido por ele no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado. Na ocasião, o deputado disse, entre outras frases destacadas pela PGR, que ao visitar um quilombo constatou que “o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador eles servem mais”. Bolsonaro estaria coberto pela liberdade de expressão e pela imunidade parlamentar.   O Ministro Alexandre de Moraes entendeu que as falas de Bolsonaro “não caracterizaram, por pior que tenham sido, a incitação à violência física