27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Tag: agricultura

Seagri faz a doação de mais de 10 mil alevinos em Tanque d’Arca nesta sexta

Seagri faz a doação de mais de 10 mil alevinos em Tanque d’Arca nesta sexta

Alagoas
Nesta sexta-feira (14), a cidade de Tanque d’Arca vai receber um mutirão do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri). Na ocasião haverá a doação de 10 mil alevinos e 20 kits de irrigação para a comunidade local. Também será feito um passo a passo para mostrar aos produtores como se cadastrar no app Agro + Perto e uma demonstração sobre as alterações no sistema do Programa do Leite. O Agro + Perto Um canal de comunicação entre o produtor e todo o estado de Alagoas, que visa democratizar o acesso às informações, fazendo com que o pequeno produtor possa interagir com o mercado de forma simples e eficiente. É um benefício direto, principalmente para a agricultura familiar, com isso a dependência dos intermediários
Renan Filho anuncia R$ 70 milhões para programas da agricultura familiar

Renan Filho anuncia R$ 70 milhões para programas da agricultura familiar

Alagoas
O governador Renan Filho e o secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, João Lessa, anunciaram, na sexta-feira (26), o aporte de cerca de R$ 70 milhões, entre recursos federais e estaduais, em três ações que vão beneficiar diretamente pequenos e médios produtores de Alagoas: o Garantia-Safra, o Programa do Leite e o PAA Alimentos. “Acabei de assinar os contratos e, nos próximos dias, as pessoas vão receber cerca de R$ 20 milhões, que serão destinados à garantia da safra em Alagoas”. Renan Filho, governador de Alagoas. O Garantia-Safra é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF), que tem como objetivo garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares de municípios sistematicamente sujeitos à perda de safra
Com medo de surto no Brasil, China pede que empresas de alimentos elevem estoques

Com medo de surto no Brasil, China pede que empresas de alimentos elevem estoques

Brasil
A China pediu que empresas de comércio e processadoras de alimentos aumentem os estoques de grãos e oleaginosas diante de uma possível segunda onda do coronavírus e o agravamento das taxas de infecção em outros países. Negociadores estatais e privados de grãos, assim como produtores de alimentos, foram orientados a adquirir maiores volumes de soja, óleo de soja e milho durante conversas com o Ministério do Comércio da China nos últimos dias, disseram três fontes comerciais à Reuters. O receio é o fechamento de portos ou a redução de embarques tanto ao redor do mundo quanto na China. 'Autoridades nos aconselharam a aumentar os estoques, manter os suprimentos mais altos do que normalmente temos. As coisas não parecem bem no Brasil". Comerciante de um dos maiores processadores de
Prefeitura de Maceió divulga Chamada Pública para agricultura familiar

Prefeitura de Maceió divulga Chamada Pública para agricultura familiar

Maceió
A Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), lançou, nesta terça-feira (21), o Edital de Chamada Pública Nº 001/2020, que autoriza a aquisição de alimentos da agricultura familiar para o Setor de Alimentação e Nutrição Escolar (Sane) da Rede Municipal de Ensino. A chamada está publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Município (DOM). A iniciativa integra o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), para promover a melhoria da qualidade da merenda na Rede. A chamada obedece o que estabelece o Artigo 14 da Lei federal 11.947/2009. A legislação determina que a aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar represente, no mínimo, 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), no âmbit
Renan Filho sanciona lei que regionaliza abatedouros em AL

Renan Filho sanciona lei que regionaliza abatedouros em AL

Alagoas
O governador Renan Filho sancionou, nesta terça-feira (7), a lei que institui o Serviço de Inspeção Industrial e Sanitário de Produtos de Origem Animal no Estado de Alagoas (SIE/AL). A nova legislação regionaliza o abate e facilita a reabertura de matadouros, bem como a entrada em operação de novos equipamentos, sem se descuidar com a qualidade da carne comercializada e a saúde da população. “O estado era amarrado por uma legislação federal muito dura e a gente melhorou a legislação com uma lei própria, estadual, que garante a qualidade da carne e um abate mais próximo, permitindo que a atividade seja rentável aos marchantes, para as pessoas que trabalham nos matadouros e aos criadores de bovinos, caprinos e suínos”. Renan Filho, governador de Alagoas. Ele sancionou a lei no Salão
Senar sedia audiência coletiva sobre aprendizagem profissional rural

Senar sedia audiência coletiva sobre aprendizagem profissional rural

Alagoas
Mais de 200 produtores rurais foram convocados para participar de uma audiência coletiva sobre aprendizagem profissional que será realizada nesta quarta-feira (4), a partir das 9 horas, na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Alagoas, em Maceió. O evento é uma realização do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Superintendência Regional do Trabalho (SRTb/AL), em parceria com o Senar. O objetivo da audiência é apresentar aos produtores os benefícios da aprendizagem profissional e divulgar as turmas de capacitação que serão ofertadas em alguns municípios estratégicos a partir de 2020. As cidades serão definidas de acordo com as microrregiões onde há maior número de propriedades que precisam contratar jovens aprendizes. A expectativa é de que as aulas comece
Renan Filho concede incentivo fiscal à produção de grãos em AL

Renan Filho concede incentivo fiscal à produção de grãos em AL

Alagoas
O governador Renan Filho visitou, nesta quinta-feira (31), a 69ª edição da Expoagro, maior feira do agronegócio de Alagoas. Na ocasião, ele assinou o decreto que concede crédito presumido do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) nas operações internas e interestaduais do milho, milheto, soja e sorgo, feitas por produtores estabelecidos no Estado. A medida desonera e reduz a carga tributária em 2% na venda dos grãos para dentro e fora do Estado. "Estamos assinando um decreto que retira tributo da produção de grãos. O Governo do Estado já fez isso em benefício de outros segmentos. Nós desoneramos as cadeias produtivas do frango, do coco, do leite, da carne e agora da cadeia produtiva dos grãos. Isso vai garantir aumento da área plantada, da produção
Safra de grãos deve crescer 6,3% e fechar com recorde em 2019

Safra de grãos deve crescer 6,3% e fechar com recorde em 2019

Expresso
A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2019 em 240,7 milhões de toneladas, ou seja, 6,3% acima da produção do ano passado. De acordo com a previsão de setembro do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgada hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a safra deve ser 0,4% maior do que a estimada na pesquisa de agosto. Entre os produtos que devem puxar essa alta está o milho, uma das três principais lavouras de grãos do país, cuja produção deve crescer 23,1% de 2018 para 2019. A área colhida de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em 63,1 milhões de hectares, ou seja, 3,5% a mais do que em 2018. Agência Brasil
Programa federal pretende fomentar agropecuária no Nordeste

Programa federal pretende fomentar agropecuária no Nordeste

Brasil
O governo federal lançou nesta terça (1º) um plano para impulsionar o desenvolvimento rural na região Nordeste. Batizado de AgroNordeste, o programa pode ser implementado ainda este ano ou até o fim do ano que vem em 12 territórios da região que contemplam os nove estados nordestinos mais o norte de Minas Gerais. Ao todo, deve atender a uma população rural de 1,7 milhão de pessoas. Os 12 territórios abrangem um total de 410 mil estabelecimentos rurais. Foram identificadas cadeias produtivas com potencial de crescimento, entre elas arroz, leite, mel, frutas, ovinos, crustáceos, caprinos, mandioca, feijão, tomate, cebola e cachaça. A meta do programa é incrementar a renda dos produtores entre 20% e 50% no médio prazo. Cada território terá pelo menos um município-polo, que será defi
Regra muda e Anvisa só vetará agrotóxico letal; O resto é liberado

Regra muda e Anvisa só vetará agrotóxico letal; O resto é liberado

Brasil
Foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesta terça-feira (23) um novo marco legal para avaliação dos riscos à saúde vinculados a agrotóxicos. E a mudança é extrema. Agora, a Agência pode fazer com que agrotóxicos hoje classificados como “extremamente tóxicos” passem a ser incluídos em categorias mais baixas, como moderadamente tóxicos, pouco tóxicos ou com dano agudo improvável à saúde. A Anvisa passará a adotar novos critérios que usam apenas estudos de mortalidade para definir a classificação. Sendo assim só em caro de risco do morte o agrotóxico seria vetado. Hoje, para determinar o grau de toxicidade de um agrotóxico, o modelo em vigor leva em conta estudos de mortalidade em diferentes tipos de exposição ao produto e o resultado tido como “mais res