28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Tag: centrão

Régis Cavalcante diz que a elite domina Alagoas com o orçamento secreto apodrecido

Régis Cavalcante diz que a elite domina Alagoas com o orçamento secreto apodrecido

Blog, Marcelo Firmino
Pré-candidato ao governo do Estado pelo Cidadania, o professor e jornalista Régis Cavalcante disse nesta segunda-feira, 23, que  Alagoas está estagnada há 4 décadas, "dependendo das migalhas do Centrão, com o apodrecido orçamento secreto e da falta absoluta de capacidade de governar". Segundo ele, "nada substitui um projeto para o Estado de Alagoas".  Ele destaca que a elite política que domina  "nossa gente está sem projeto para oferecer a gestão e a coordenação de um modelo eficaz e eficiente para arrancar o desenvolvimento para uma população de mais de 3 milhões de alagoanos". Uma população que, na visão de Régis, tem sua maioria completamente marginalizada por falta de uma iniciativa de governança que crie condições de investimento e trabalho p
Centrão quer nomear o quinto ministro da Educação do governo Bolsonaro

Centrão quer nomear o quinto ministro da Educação do governo Bolsonaro

Blog, Marcelo Firmino, Política
O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o presidente da Câmara Arthur Lira, ambos do PP e líderes do Centrão, agora miram o Ministério da Educação. O bloco político que hoje manda e controla as ações do governo Bolsonaro já tem dois nomes para substituir Milton Ribeiro, o ministro da propina de ouro do MEC. O primeiro é o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Ponte, que chegou ao cargo via Centrão. No fundo, ele já controla um orçamento de R$ 45 bilhões. Ponte, inclusive, foi chefe de gabinete de Nogueira, na Casa Civil. O segundo é Garigham Amarante Pinto, que é o diretor de Ações Educacionais do próprio FNDE. Se o fundo é considerado a galinha dos ovos de ouro, o ministério todo então tende a ser uma granja. Garigham é filiado ao PL,
Propina em ouro que reluz no MEC é a sofisticação da corrupção no País

Propina em ouro que reluz no MEC é a sofisticação da corrupção no País

Blog, Marcelo Firmino
O brasileiro vai começando a perceber que a corrupção está se reinventando na atual gestão do País. O dinheiro na cueca ou nas nádegas é um método ultrapassado. A propina hoje é cobrada em barra de ouro. Isso para cada verba liberada no Ministério da Educação (MEC). O escândalo da corrupção no MEC revela que pastores liberam verbas, com o aval do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e pedem a propina em ouro. Trata-se da propina benzida. Se eles benzem até  armas e fazem unção com óleo, imagine com o ouro? O brilho é outro. O aval do presidente foi dito em conversas com prefeitos e pastores pelo próprio ministro da pasta, Milton Ribeiro. A situação, portanto, mostra que entre ratos e baratas dentro das instituições do estado brasileiro, também estão os "Zé Ru
Bolsonaro entrega quase R$ 150 bilhões do orçamento para controle do Centrão

Bolsonaro entrega quase R$ 150 bilhões do orçamento para controle do Centrão

Blog, Marcelo Firmino, Política
O Centrão está rindo à toa dentro do governo Jair Bolsonaro, com total controle das chaves dos cofres públicos, nessa reta final do governo Jair Bolsonaro. Tanto que o PP, de Ciro Nogueira e Arthur Lira, o PL, de Waldemar Costa Neto, e o Republicanos, do pastor Marcos Pereira, controlam neste 2022 quase R$ 150 bilhões do Orçamento da União. Juntos, os três partidos têm ainda 32 postos de comando dentro da administração de Jair Bolsonaro, além de ter beneficiado no final de 2021, senadores e deputados do gruo político com a bagatela de R$ 901 milhões do chamado orçamento secreto, que distribui o recurso sem exigir transparência alguma em seus gastos. Os dados foram revelados nesta segunda-feira, 24, pelo O Globo. E há um detalhe importante: A cifra de quase R$ 150 bilhões de
Centrão manda, Jair obedece e Fundão pode voltar a R$ 5,7 bi

Centrão manda, Jair obedece e Fundão pode voltar a R$ 5,7 bi

Blog, Marcelo Firmino, Política
O Brasil segue atualmente o rito de gestão, onde o presidente da República já não apita mais em nada. Pelo Contrário: O Centrão manda e Jair Bolsonaro obedece. O caso mais recente, além da passagem das chaves dos cofres da União para o Centrão, é a defesa que o governo passou a fazer dos R$ 5,7 bilhões do Fundo Eleitoral – aquele dinheiro para custear as campanhas políticas. Lá atrás, quando o Congresso aprovou o fundo de quase R$ 6 bilhões, Bolsonaro vetou para o jogo de cena natural, mas sabendo que seu veto seria derrubado até por que era o que havia sido combinado com aliados políticos dele. Derrubado o veto, aprovou-se então o fundo de R$ 4,9 bilhões no Orçamento de 2022. Só que o Centrão não ficou satisfeito e deixou isso claro ao Palácio do Planalto. O que fez então
Bolsonaro humilha Paulo Guedes e entrega controle do orçamento ao Centrão

Bolsonaro humilha Paulo Guedes e entrega controle do orçamento ao Centrão

Blog, Marcelo Firmino
Com a popularidade do governo Jair Bolsonaro em queda livre, o ministro da Economia Paulo Guedes caiu em desgraça e já não é mais visto nas reuniões palacianas. Contra ele há um processo de fritura em alto grau, coordenado por parlamentares aliados ao governo. Eles querem Guedes fora do comando da economia, antes das eleições deste ano. Aos colegas de sua própria equipe, o ex-superministro e "posto Ipiranga de Bolsonaro" tem dito que não será humilhado por políticos do Centrão. Mas, o fato é que Guedes já foi mais que humilhado, principalmente nesta sexta-feira, 15, quando o presidente da República retirou os poderes do ministro sobre a condução do Orçamento da União de 2022 e entregou o controle total ao líder do Centrão, senador Ciro Nogueira, hoje no comando da Casa Civil d
Enquanto Olavo diz que a guerra está perdida Bolsonaro mostra seu talento como “rei do funk”

Enquanto Olavo diz que a guerra está perdida Bolsonaro mostra seu talento como “rei do funk”

Blog, Marcelo Firmino, Política, Vídeos
Jair Bolsonaro, a bordo de uma lancha no litoral paulista, parece ter mesmo descoberto o seu verdadeiro talento. Pela forma que dançou e cantou - aos berros -  na embarcação com seus amigos, ele deve estar concorrendo mesmo ao titulo de "rei do funk". O funk "cantado" por ele ataca as mulheres de esquerda e o ex-deputado federal e ativista Jean Wyllys (PT). Isso por si só já nos remete ao tipo de gente bizarra que o brasileiro elegeu para comandar os destinos da nação. Infelizmente, para desgraça da maioria, ele não comanda nada e por razões bem claras. Principalmente por absoluta falta de capacidade, além da incompetência mais que comprovada. Resultado disso, além dos desmontes gerais da políticas públicas no País, é a fome de 20 milhões de brasileiros e falta de persp
Mensalão, bolsolão e centrão não é apenas fator de rima com corrupção

Mensalão, bolsolão e centrão não é apenas fator de rima com corrupção

Blog, Marcelo Firmino
O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, que recebeu em seu partido o presidente Jair Bolsonaro, foi preso em 2013 acusado de ter participado do chamado mensalão do PT. À época a acusação era de que o governo havia comprado um grande grupo de parlamentares no Congresso por R$ 115 milhões. Com isso, eles votavam favoráveis a todas as matérias de interesse do governo. Quando a sociedade imaginava que tudo isso era passado, vem o governo Jair Bolsonaro e cria o "bolsolão", que consiste no orçamento secreto para pagar a parlamentares aliados, com o mesmo fundamento do antigo "mensalão". A única diferença é que o "bolsolão" é muito mais volumoso. Reúne mais de R$ 16 bilhões para pagar aos deputados e senadores que disserem sim as matérias de Bolsonaro no parlamento. Sabe aquela
Bolsonaro se filia ao PL e quer Collor disputando governo de Alagoas

Bolsonaro se filia ao PL e quer Collor disputando governo de Alagoas

Blog, Marcelo Firmino, Política
Depois da sessão de baixaria à base do "vá tomar no c..." pra lá e "vá tomar no c... você e seus filhos" pra cá, Jair Bolsonaro conseguiu sentar à mesa com o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, e assinou a ficha do partido. É a nona legenda partidária que Bolsonaro se filia, enquanto político. O PL é um partido do Centrão. E esse é o grupo político que já foi atacado por Eduardo Bolsonaro e pelo general Augusto Heleno que, em reunião política no Planalto, parodiou um samba se gritar pegar ladrão: -Se gritar pega Centrão, não fica um meu irmão... Pois bem. Bolsonaro, perdido em meio as bravatas, agora está de volta aos braços do Centrão e chegou falando de uma lista de aliados que quer eleitos nos Estados, seja para o Senado Federal ou para o governo. Ele quer eleitos Mag
Orçamento secreto é uma botija de R$ 18 bi nas mãos de Lira e Nogueira

Orçamento secreto é uma botija de R$ 18 bi nas mãos de Lira e Nogueira

Blog, Marcelo Firmino, Política
O controle do Centrão no Orçamento da União, via emendas parlamentares no Congresso, soma no todo a cifra de R$ 33,8 bilhões. Dentro dessa mina estão os recursos das emendas distribuídas via relator geral RP9, um mecanismo criado pelo grupo politico, que foi batizado de "Orçamento Secreto". Pois bem, esse orçamento RP9, para muitos uma botija reluzente, é superior a R$ 18 bilhões. Só que o detalhe aí é quem tem a chave ou o código do "abre-te sésamo". Só mesmo os dois principais líderes do Centrão. O presidente do PP, Ciro Nogueira, hoje Ministro do Gabinete Civil, e o Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). A botija recheada deu super poderes aos líderes do Centrão e seu conteúdo tem servido para impulsionar candidaturas de aliados do governo em 2022. O