3 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Técnico em climatização morreu de traumatismo, afirma IML de Maceió

Resultado de exame cadavérico foi divulgado nesta quarta-feira (31)

Técnico em climatização estava trabalhando na manutenção de um aparelho de ar condicionado quando sofreu o acidente. Foto: Ascom

O Instituto Médico Legal Estácio de Lima, da Polícia Científica de Alagoas, divulgou, na manhã desta quarta-feira (31), o resultado do exame cadavérico realizado no corpo do técnico em climatização e refrigeração após explosão de um cilindro de gás de ar-condicionado. Gyula Morais Csehes, de 38 anos, morreu em decorrência de um traumatismo crânio-encefálico.

Segundo o perito médico-legista Avelar Holanda, responsável pela necropsia, com a explosão, peças do equipamento atingiram a face e o crânio. A força do impacto produziu na vítima um traumatismo craniano grave com fratura de ossos da cabeça e lesão de tecido cerebral.

“Ele chegou a ser submetido a uma neurocirurgia no HGE, porém não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu. O corpo dele apresentava também queimaduras leves de primeiro grau na face, tórax e braços”, explicou o perito médico-legista que irá encaminhar o laudo pericial para a delegacia responsável por instaurar o inquérito policial que irá investigar o caso.

Gyula Morais estava trabalhando na manutenção de um aparelho numa empresa no bairro Tabuleiro do Martins quando sofreu o acidente.  Desacordado e ferido gravemente, ele foi socorrido por uma equipe do Samu para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde entrou em óbito, sendo o corpo dele recolhido ao IML de Maceió para o exame cadavérico.