22 de abril de 2024Informação, independência e credibilidade
Justiça

TJAL capacita servidores para atendimento de pessoas em situação de rua

Capacitação atende à Resolução CNJ nº 425 que instituiu a Política Nacional de Atenção às Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades

Representante do Consultório na Rua de Maceió explicou como são realizadas as abordagens com a população. Foto: Robertta Farias Representante do Consultório na Rua de Maceió explicou como são realizadas as abordagens com a população. Foto: Robertta Farias

A Coordenadoria de Direitos Humanos (CDH) do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) promove, nesta segunda (1º) e terça (2), rodas de conversa com servidores do Fórum da Capital que atuam na área de atendimento ao público sobre as diretrizes para recepcionar pessoas em situação de rua.

De acordo com o secretário da CDH, Pedro Montenegro, essa capacitação atende à Resolução CNJ nº 425 que instituiu a Política Nacional de Atenção às Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades.

“Os servidores precisam saber que não se pode exigir documento das pessoas em situação de rua, a vestimenta dela tem que ser a que ela tiver, entre outras situações, para garantir o acesso dessa população”.

Pedro Montenegro também explicou que é preciso ir além da entrega de uma impressão de papel com o resumo do processo. “Tem que explicar aquela linguagem toda, tem que ter gente qualificada com essa empatia de se colocar no lugar da outra pessoa”, comentou.

A capacitação está sendo conduzida pela Coordenadoria de Direitos Humanos com apoio da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Consultório na Rua de Maceió, e de representantes dos moradores de rua.