14 de junho de 2024Informação, independência e credibilidade
Política

TRE/AL regulamenta atuação de segurança armada no período eleitoral

Presença de seguranças portando armas de fogo em eventos nas ruas estão amedrontando a população e causando uma sensação de insegurança muito grande

Os desembargadores eleitorais integrantes do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) aprovaram uma resolução regulamentando a atuação de policiais militares e civis que atuam na segurança de candidatos portando armas de fogo.

A Justiça Eleitoral alagoana elaborou a resolução considerando a necessidade de garantir a ordem pública e a segurança dos candidatos e da população nas eleições gerais deste ano, especialmente no interior do Estado.

Durante o período eleitoral, somente serão toleradas situações em que policiais se prestem à prática de segurança particular quando houver prévia e específica autorização conferida, única e exclusivamente, pelo Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

No caso de eventuais abordagens patrocinadas por qualquer força policial onde constatarem o emprego desautorizado e, portanto, irregular de integrantes das Polícias Civil e Militar nesse tipo de ocupação, a resolução determina que os envolvidos deverão ser conduzidos à unidade policial mais próxima para o devido enquadramento legal.

“Alguns juízes eleitorais narraram que a presença desses policiais portando armas de fogo em eventos nas ruas estão amedrontando a população e causando uma sensação de insegurança muito grande. Apenas os policiais em serviço ou aqueles que possuam a autorização do Conseg para atuar como segurança poderão portar armas de fogo”, enfatizou o presidente do TRE/AL, desembargador José Carlos Malta Marques.

Em Alagoas, apenas o Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg) tem o poder de autorizar os integrantes das polícias civil e militar a prestarem segurança a determinadas pessoas.