28 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Mundo

Otan, Venezuela e fake news: Trump recebe Bolsonaro na Casa Branca

Presidente do Brasil se encontra com o líder americano nos EUA e ataca o politicamente correto, a ideologia de gênero e ideais de socialismo

Em entrevista coletiva após um encontro às portas fechadas, o presidente americano, Donald Trump, recebeu o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em um discurso de igualdade, baseado “na defesa da liberdade, no respeito à família tradicional; e contra a ideologia de gênero, o politicamente correto e as fake news”.

Falando aos repórteres, Bolsonaro confirmou a isenção de vistos aos cidadãos dos EUA para turismo e negócios, ampliação da cooperação militar entre Brasil e EUA; criação de um fórum de inovação bilateral; prioridade no combate ao terrorismo e ao crime organizado; e restabelecimento da democracia da Venezuela.

Apesar de desviar da questão sobre a abertura do território brasileiro a tropas americanas em caso de intervenção na Venezuela ou evitando sobre o comércio com a China, Bolsonaro exaltou o combate de seu governo à ideologia de gênero e às fake news, ressaltando a família tradicional. E torce para a vitória de Trump nas eleições, em 2020.

“Cada dia que passa, essas pessoas mais voltadas ao socialismo vão abrindo sua mente para a realidade”, Jair Bolsonaro, sobre possível reeleição de Donald Trump em 2020.

Em contrapartida, de maneira vaga, Trump reafirmou apoio à entrada do Brasil na OCDE, mas não entra em detalhes sobre o que pediu em troca.

Encontro anterior

O presidente Donald Trump disse nesta terça-feira (19) que vai apoiar a entrada do Brasil na OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e discutir com o presidente Jair Bolsonaro uma possível intervenção militar na Venezuela.

O presidente norte-americano afirmou que Estados Unidos e Brasil vivem um momento único na relação bilateral. “O relacionamento que temos agora com o Brasil nunca foi melhor. Não temos hostilidade alguma com o Brasil. Vamos ver Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte]. Temos uma grande aliança com o Brasil, como jamais tivemos.”

Para Trump, a campanha de Bolsonaro à Presidência da República foi emblemática. “[Bolsonaro] liderou uma das campanhas mais impressionantes dos últimos tempos, lembrou também a minha”, disse. “O Brasil e os Estados Unidos nunca tiveram tão próximos quanto estão agora.”

Questionado sobre a questão da Venezuela, Trump disse que a crise no país sul-americano seria tema da conversa com Bolsonaro. Ele indicou que “todas as opções” estão sobre a mesa, inclusive a intervenção militar na região. O governo brasileiro já sinalizou ser contrário à intervenção.