1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Uso do gás natural no segmento comercial avança em Maceió

Para atender toda a demanda, a Algás investiu R$ 30,3 milhões em expansão e modernização da infraestrutura de distribuição

O gás natural vem ganhando força no mercado da capital por sua eficiência, versatilidade e fornecimento contínuo. Foto: Ascom Algás

Levantamento divulgado nesta quinta-feira (18), pela Algás, a companhia alagoana de gás natural, revela que o número de estabelecimentos comerciais que usam o combustível atingiu 684 registros somente na Região Metropolitana de Maceió.

O gás natural vem ganhando força no mercado da capital alagoana por sua eficiência, versatilidade e fornecimento contínuo, aspectos prioritários para quem procura um novo jeito de valorizar seu negócio.

Segundo a distribuidora, o atrativo para o crescimento do uso do gás natural no segmento em 2023 foi, principalmente, a disseminação dos benefícios associados ao energético. “Fazer uso do combustível que tem por característica o fornecimento contínuo, sem interrupção, potencializa a produção, além de auxiliar na gestão do negócio”, afirma o diretor técnico e comercial da Algás, Edison Barreto.

Essa e outras vantagens que geram satisfação e comodidade para quem já se beneficia da versatilidade do gás natural, além dos tradicionais usos em fornos e fogões, o combustível também pode ser usado em máquinas de secar roupa de lavanderias e hotéis, por exemplo, no aquecimento de água em piscinas e saunas, geração de energia, entre outras opções. “Para cada negócio, existe uma solução energética capaz de trazer benefícios e atender as necessidades do estabelecimento”, conclui Barreto.

Para atender toda essa demanda, em 2023 a Algás investiu R$ 30,3 milhões em expansão e modernização da infraestrutura de distribuição, demonstrando o compromisso da companhia com o desenvolvimento e a prosperidade de Alagoas. Além disso, em 2023, superou-se a marca de 60 mil consumidores atendidos, com destaques, além do segmento comercial, para os segmentos residencial, industrial e veicular.