5 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Valdemar Costa Neto defende golpistas e apela: ‘É preciso conter o judiciário’

Presidente do PL fez a defesa do deputado federal Carlos, acusado de ser um dos líderes da tentativa de golpe do 8 de janeiro

Valdemar parte para o ataque a integrantes do judiciário

“É preciso conter o judiciário”. A fala é do presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, no final da tarde desta quinta-feira (18/1), em defesa do deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ), alvo de nova fase da Operação Lesa Pátria, que investiga envolvidos na tentativa de golpe no País, em 8 de janeiro de 2023.

O presidente do PL, na defesa da impunidade aos acusados de golpismo, se disse estar indignado e com repulsa à decisão judicial do STF que determinou a busca e apreensão na casa e no gabinete do parlamentar fluminense. O deputado Jordy foi listado, com provas, por ser um dos líderes da tentativa de golpe.

O dirigente do PL registrou também nas suas redes sociais que uma parcela do Judiciário está adotando “medidas que causam espanto e temor” nos meios político e judicial. Costa Neto afirmou que as investigações são intermináveis e flagrantemente inconstitucionais, e que os apoiadores do governo não são investigados.

Ele também falou que é necessário conter o Poder Judiciário. “Essa escalada de violência do Judiciário contra parlamentares da oposição e gente do povo precisa ser contida, pelo bem da democracia brasileira. Não dá para uma democracia existir de verdade quando o próprio poder Judiciário não respeita a Constituição e fere a autonomia dos demais Poderes da República. O Congresso Nacional é soberano e seus integrantes não podem ser intimidados como no caso do Líder Jordy”, disse.