21 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Vídeos

Vaza vídeo de empresário chegando em casa após atropelar e matar PM

Filha nega que pai estava sob efeito de bebidas alcóolicas e afirma que ele prestou socorro

A partir deste final de semana, começou a circular nas redes sociais um vídeo do momento em que o empresário Edson Lopes chega em casa, em Arapiraca, no dia 14, pouco depois de atropelar e matar a militar Cibelly Barbosa, na AL-220.

Apesar de as imagens mostrarem Edson supostamente embriagado, a família afirma que o empresário não ingeriu bebida alcoólica no dia do acidente.

Familiares afirmam em nota que ele tem diagnóstico de hipertensão e que, no dia do atropelamento, passou mal por causa da pressão arterial:

A família do empresário Edson Lopes, envolvido na tragédia da AL 220, em Arapiraca, repudia com veemência o vazamento de vídeo que mostra o momento em que ele chega em sua residência após a fatalidade, e nega que as imagens comprovem qualquer indício de alcoolismo no dia do acidente.

“Edson Lopes tem diagnóstico de hipertensão, facilmente comprovado por exames e uso de medicação para a doença. No momento da colisão, ele passou mal em virtude de alteração de sua pressão arterial. Desta forma, as imagens veiculadas na imprensa neste domingo (22) nada têm a ver com qualquer indício de ingestão de bebida alcoólica, mas sim dos problemas de saúde que o acometem, e, ainda, reflexo do choque que ele sofreu após o inesperado acidente”, afirma a família do empresário.

Assim como tem feito ao longo do doloroso processo, a família do empresário reitera seu pedido de orações para todos os envolvidos na tragédia e espera que a justiça seja feita, mas de forma correta.

“Nosso Edson é um cidadão de bem, honesto, trabalhador. Não é um assassino e não agiu de forma deliberada jogando o carro que dirigia em cima de quem quer que seja. O que ocorreu foi uma fatalidade que pode atingir qualquer pessoa que dirige um veículo”, finaliza a família.

Filha

Já em outro vídeo nas redes sociais, uma das filhas do empresário detalhou a prestação de socorro aos ciclistas, que teve início já no local da colisão. Ela também pediu a todos que orem pelas três famílias envolvidas na tragédia.

Taiane, que é enfermeira, também utilizou o vídeo para pedir orações às famílias envolvidas na tragédia da AL 220 e contar como foram as horas que antecederam a fatalidade na AL 220.