24 de maio de 2024Informação, independência e credibilidade
Policia

Vídeo: PM de PE é preso após disparar e perseguir homem em via pública de Maceió

Sargento estava de folga e chegou a fazer reféns na pousada em que estava, afirmando que “ninguém entrava ou saia” do local

Um policial militar do estado de Pernambuco, que estava de folga em Maceió, foi preso na capital alagoana após atirar contra uma pessoa em via pública na noite de sábado (27), no bairro de Cruz das Almas.

Ele também causou pânico na pousada em que estava, afirmando que ninguém iria entrar ou sair do local, pouco depois de efetuar os disparos. A polícia não confirmou se o homem alvo dos disparos foi atingido e o caso deve ser investigado como tentativa de homicídio.

Hospedado em pousada na Rua Bacharel Virgílio da Rocha Marques, o PM conversava com outra pessoa na entrada do local, quando sacou a arma de fogo e atirou contra o homem que vinha na direção dele.

Os tiros foram efetuados em via pública e cerca de 10 pessoas tinham passado na frente do militar, que estava encostado em um carro.

A vítima, após se esconder atrás de um poste, fugiu por trás de um ônibus. O PM iniciou perseguição, mas parou depois de poucos metros e voltou para a entrada da pousada. O homem que conversava com ele saiu durante os disparos.

Prisão

O PM, que é sargento em Pernambuco e estava de folga, ainda entrou na pousada e fez outras pessoas refém. Ele não queria ninguém entrando ou saindo do estabelecimento.

A situação foi contornada apenas com a chegada da Polícia Militar alagoana, que prendeu o hóspede em aparente surto. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes e sua pistola foi apreendida, assim como munições.

Segundo seu advogado, ele teria agido em legítima defesa porque estava sendo ameaçado e que não tentou matar ninguém. De acordo com o advogado Napoleão Lima Júnior, o caso aconteceu após um show que estava sendo realizado no bairro.

“O militar foi ao show, mas não levou sua arma. Ele contou que foi ameaçado durante o evento por um grupo de cerca de dez pessoas, que falavam que iam roubá-lo. Ele conseguiu se afastar desse grupo e, quando acabou o show, ficou na porta da pousada conversando. Ele viu as mesmas pessoas chegando perto e uma delas, um homem, começou a gritar e chegou a ameaçá-lo de morte. Foi esse o momento que foi mostrado no vídeo, quando ele saca a arma e grita ‘polícia’, mas os homens continuaram a ameaçar. Ele aponta a arma para a parede e efetua os disparos para afugentar. Ele foi para a lateral do ônibus porque viu alguns dos homens correndo pra lá, mas depois voltou para a calçada”.

O advogado disse, ainda que pessoas que estavam na pousada chegaram a ser ouvidas e negaram que o policial tenha ameaçado alguém. Seu cliente passou por uma audiência de custódia após a prisão, mas a Justiça não concedeu sua liberdade provisória e ele permanece preso.