29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Comerciantes deixam Prainha de Penedo após aumento do nível do São Francisco

Defesa Civil orienta que as pessoas evitem entrar no rio; vazão deve aumentar ainda mais nesta segunda-feira

Comerciantes na Prainha de Penedo deixar seus locais de trabalho por causa do aumento do nível do Rio São Francisco. Isso porque a abertura das comportas das Hidrelétricas de Sobradinho, na Bahia, e Xingó, influenciou no nível da água,

Com isso, as correntezas estão mais fortes e a flutuação de vegetação aumenta consideravelmente, a ponto de interferir na regularidade do abastecimento de água para a cidade.

Ao menos cinco barraqueiros precisaram retirar toda a estrutura, ou então seus equipamentos seriam destruídos pelas águas.

A Defesa Civil de Penedo já orienta que moradores e visitantes evitem entrar no rio, principalmente nas imediações da Prainha, local onde cobras foram avistadas durante a inspeção realizada pela Prefeitura.

Integrantes do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) já estão monitorando a situação da cheia. A previsão é que, nesta segunda-feira (24), a vazão passe de 3,5 mil m³ para 4 mil m³, o que vai fazer com que o nível do São Francisco suba ainda mais.

Em Penedo, na última medição do rio que foi feita pelo município, as águas chegavam a uma altura de 3,01 metros. Para se ter uma ideia, no último dia 14, quando foi iniciada a medição, essa altura era de 1,46 metros.

Uma reunião marcada para amanhã deve definir um novo local para que essas famílias, que dependem dos negócios na Prainha, possam continuar trabalhando provisoriamente, até que o nível do rio baixe e volte à normalidade.

As plantas acumuladas na estação de captação tornam o serviço de limpeza e retirada do material mais constante, com mais tempo para ser concluído.

O resultado é a suspensão do serviço em intervalos maiores, causando, inclusive, desabastecimento para algumas localidades, situação que permanecerá até a redução de ‘baceiros’ no rio.