22 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

“Inepto”: Bolsonaro se enrola com arma travada em estande de tiro e responde com ameaça velada

“Se o alvo fosse um gordinho do seu tamanho não ficaria tão difícil acertar”, disse o perfil oficial do presidente, após a dificuldade em efetuar disparos

O presidente Jair Bolsonaro (PL) visitou um estande de tiro, neste domingo, e aproveitou para treinar disparos de pistola. E ele pareceu bastante enferrujado.

Capitão reformado do Exército, Jair teve muita dificuldade para destravar a arma e chegou a ficar irritado com ajudas, tanto de seu filho 02 Carluxo e de um instrutor próximo.

O momento virou motivo de piada, principalmente por causa do vídeo editado. Respondido, claro, pelo próprio perfil presidencial:

Ao mirar em um alvo vermelho, o presidente ironizou a cor do papel. “É muita vontade de dar liberdade para esse povo e acabar com o comunismo”, disse o presidente que não sabe usar de outra retórica que não a da ironia

O vídeo foi publicado no Instagram pelo assessor do presidente, tenente Mosart Aragão, e mostra ele apontando para o desenho e dizen que vai acabar com o comunismo, mas “no voto, e não no tiro”.

Assaltado

Como todo bom “cidadão de bem” e/ou “pai de família” que se diz cristão, o presidente Jair Bolsonaro é amplamente favor de armar o cidadão. Seja por não acreditar na boa fé da população ou competência do policialmente nacional, a decisão dele é armar todos.

A lógica é a de que se todos estiverem armados, haverá menos crimes. Vale lembrar que uma pessoa estar sempre armada não implica em cenários diferentes.

Que o diga esse deputado federal, um tal de Jair em julho de 1995, que não conseguiu impedir ladrões, quando foi assaltado, e perdeu não só sua motocicleta, mas também a arma.

Leia mais: Ameaçar as eleições é a nova motivação daqueles que não queriam “Brasil virar Venezuela”

“Mesmo armado, me senti indefeso”, disse Jair, que a depender das evidências de hoje, provavelmente estava com a arma travada no momento do roubo. Em tempo: um dos criminosos envolvidos no roubo foi excetuado dias depois.

Assalto sofrido por Bolsonaro em 1995 culminou com a morte misteriosa de um bandido