25 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Ministério da Saúde se posiciona contra a quarta dose de vacina da Covid-19

Decisão foi tomada nesta sexta-feira em reunião interna da Ctai

Governo Bolsonaro não quer a quarta dose de vacina contra a Covid

O Ministério da Saúde decide que não vai recomendar a quarta dose da vacina contra a Covid para a população em geral. Nesta sexta-feira, 11, durante reunião da Câmara Técnica de Assessoramento e Imunização (Ctai), criada para atuar no combate a epidemia, o governo disse não a proposta da quarta dose.

Para o comando do Ministério da Saúde, o entendimento é que ainda não há dados científicos que comprovem a necessidade de uma quarta dose.

Seguindo a cartilha negacionista do presidente Jair Bolsonaro e do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o ministério já havia divulgado nota anterior afirmando que “antes de avançarmos rumo a novas indicações no calendário do PNO [Plano Nacional de Operacionalizações], se faz necessário compreender o cenário epidemiológico com maior detalhamento quanto às hospitalizações, óbitos e infecções pela Covid-19 entre determinados grupos etários e sua relação com o status de vacinação (vacinados x não vacinados)”, diz a nota técnica.​

O ministério, no entanto, tem sido transparente na divulgação dos dados da epidemia no País.

No contrapé do Planalto, o governador de São Paulo,  João Doria (PSDB), declarou que vai aplicar a quarta dose da vacina, mesmo sem o aval do Ministério da Saúde.