25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Ministro das Comunicações faz enquete: acreditam em Papai Noel ou Datafolha?

Liderança de Lula e provável vitória no primeiro turno incomodou bolsonaristas, derrotados também no Twitter de Fabio Faria

Ministro das Comunicações no governo Bolsonaro, Fábio Faria tomou a frente do bolsonarismo ou criticar a veracidade das pesquisas de intenção de voto. Mais especificamente, a Datafolha, que nesta sexta-feira (27) cravou liderança do petista Lula, com possibilidade de vitória já no 1º turno.

De forma irônica, Faria, foi às redes sociais tentar descredibilizar os números com uma enquete, perguntando aos seguidores no que mais eles acreditam: Papai Noel, Duendes, Pinóquio ou Datafolha.

Infelizmente, para o ministro e bolsonaristas, não houve manipulação suficiente na enquete, que não garantisse a óbvia vitória da Datafolha.

O mais curioso foi o fato das outras três opções, que demonstram o descontentamento do bolsonarismo, somam 30,08%, justamente os votos válidos que a Datafolha indicou para o presidente Jair Bolsonaro na pesquisa de ontem.

Entre os inconformados está Ciro Nogueira, ex-ministro no governo Dilma e atualmente titular da Casa Civil, que acredita mais em Papai Noel, o velhinho que tira do saco presentes para quem ele considera ser bom. Vale lembrar que o orçamento de Papai Noel para os presentes é secreto.

Filho 02, o senador Flávio Bolsonaro minimizou os números e publicou um vídeo do pai ao lado de apoiadores em Minas Gerais. Uma indicação do que o bolsonarismo chama de “Datapovo”.

Vale lembrar que o próprio Fabia Faria, quando gostava dos números, resolvia acreditar nas pesquisas Datafolha:

Pesquisa Datafolha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria a eleição de 2022 no primeiro turno se o pleito fosse hoje, com 54% dos votos válidos, ante 30% do presidente Jair Bolsonaro (PL), segundo a nova pesquisa Datafolha.

O percentual de votos válidos, que exclui brancos e nulos, é o considerado pela Justiça Eleitoral para declarar o resultado final.

Para ganhar no primeiro turno, é necessário que o candidato some 50% dos votos válidos mais um. A votação será em 2 de outubro —o segundo turno está previsto para o dia 30 do mesmo mês.

A pesquisa mostrou que Lula abriu 21 pontos percentuais de vantagem sobre Bolsonaro e hoje lidera a disputa presidencial com 48% das intenções de voto no primeiro turno, ante 27% do principal adversário.

O levantamento foi feito com 2.556 eleitores acima dos 16 anos em 181 cidades de todo o país, nesta quarta (25) e quinta-feira (26). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

Terceira via

O terceiro colocado na pesquisa estimulada é Ciro Gomes (PDT), com 7%. Outros postulantes atingiram no máximo 2%. A senadora Simone Tebet (MDB), ungida por ora a candidata unitária dos partidos de centro-direita que tentam fabricar uma terceira via, tem 2%.

Em votos válidos, Ciro teria no primeiro turno 8%, seguido por André Janones (Avante, 2%), Tebet (2%), Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU), estes dois com 1%. Os demais postulantes não pontuariam.

A possibilidade de vitória no primeiro turno é semeada por aliados e apoiadores de Lula, embora porta-vozes do PT venham agindo para desestimular a tese de “já ganhou”. Líderes do partido vêm reconhecendo publicamente que o confronto com Bolsonaro tende a ser acirrado.