26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Ministros criticam “despetização” de Onyx Lorenzoni

Cerca de 320 funcionários em cargos de confiança foram exonerados; Alguns não gostaram de ser comparados “àquela quadrilha travestida de partido”

Ao realizar demissões em massa na Casa Civil para realizar uma “despetização”, o ministro Onyx Lorenzoni foi criticado até mesmo por seus pares. Estes inclusive dirão que não vão seguir estes passos do colega.

A opção será a mais sentada: chamar os comissionados um a um e questioná-los sobre a permanência no posto.

Um dos demitidos escreveu uma carta, expondo o descontentamento de parte da equipe da Casa Civil com o tratamento, chamando de “infeliz” a declaração de Onyx de que as demissões seriam uma forma de livrar o órgão da influência do PT.

Claro, o problema foi ser comparado com a “corja”:

“Nos comparar àquela quadrilha travestida de partido foi uma agressão desnecessária e gratuita de quem vai centralizar o ‘diálogo’ do governo”, servidor demitido.

Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, cerca de 320 funcionários em cargos de confiança foram exonerados e submetidos a uma espécie de avaliação para definir se serão recontratados para os postos.

O objetivo, de acordo com ele, é afastar da pasta profissionais que foram chamados para a iniciativa pública durante os governos petistas.

“É importante para retirar da administração todos os que têm marca ideológica clara. Sabemos do aparelhamento que foi feito nos quase 14 anos que o PT aqui ficou. É fazer a despetização do governo federal”, Onyx Lorenzoni, Ministro da Casal Civil.