20 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade

Política

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 16,9 milhões

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 16,9 milhões

Política
A Mega-Sena sorteia, nesta terça-feira (19), um prêmio estimado em R$ 16,9 milhões. As seis dezenas do concurso 2.420 serão sorteadas , a partir das 20h, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. É o primeiro sorteio da Mega-Semana da Sorte, que terá concursos também na quinta-feira (21) e no sábado (23). As apostas para o concurso de hoje podem ser feitas até as 19h, nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. A aposta mínima, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.
Familiares enlutados dividem espaço com o “macabro” e batalha de egos na CPI

Familiares enlutados dividem espaço com o “macabro” e batalha de egos na CPI

Política, Vídeos
No que deve ser a última semana com depoimentos, a CPI da Covid no Senado teve nesta segunda (18) uma sessão emocionalmente carregada, mas, ainda assim, necessária: o depoimento de familiares que perderam parentes para o novo coronavírus nesta pandemia. Márcio Antonio do Nascimento Silva, pai que perdeu o filho de 25 anos em março do ano passado, foi um dos que falou ontem. Além do seu já histórico depoimento sobre seu luto 'não ser mimimi' e questionar negacionistas, ele infelizmente já estava destacado por outro momento triste: a foto dele recolocando cruzes retiradas por um bolsonarista idoso que com orgulho segurava uma bandeira do Brasil: “Três dias depois de enterrar meu filho, eu ouvi aquela fatídica frase: ‘E daí?’. Isso me gerou muita raiva, muito ódio, me fez muito
Vazamento do relatório da CPI cria racha entre Omar Aziz e Renan Calheiros

Vazamento do relatório da CPI cria racha entre Omar Aziz e Renan Calheiros

Política
Os senadores Renan Calheiros (MDB-AL) Omar Aziz (PSD-AM), respectivamente relator e presidente da CPI da Covid, não estão entrando em consenso e colocam em dúvida as sugestões de indiciamento que serão enviadas ao Ministério Público ao fim dos trabalhos da comissão. O vazamento de trecho do relatório, antes mesmo que o grupo majoritário, o chamado "G7" (parlamentares da oposição e independentes críticos ao governo), tivesse a oportunidade de debater pontos, foi a gota d'água, que provocou uma reviravolta na agenda e o adiamento da leitura e da votação do documento. Leia mais: CPI indicia Bolsonaro por 11 crimes e Renan quer indenização para órfãos da Covid O presidente da CPI não esconde ter ficado furioso com o vazamento de trechos do relatório durante o fim de semana e consi
Lira desembarca em AL com o lançamento de obras nas BRs 316 e 416

Lira desembarca em AL com o lançamento de obras nas BRs 316 e 416

Política
O deputado federal Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, desembarca em Alagoas nesta segunda-feira (18/10) ao lado do ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas para a assinatura da ordem de serviço que retoma as obras de 27 km da BR-416 na região de Colônia de Leopoldina e anunciar o edital de contratação dos projetos da BR-316/AL, entre Maceió e Palmeira dos Índios. O senador Fernando Collor de Mello também confirmou presença nos eventos marcados para 15h. O resultado dessas conquistas para Alagoas é resultado do trabalho de Arthur Lira junto ao Ministério da Infraestrutura. A comitiva, que terá também a presença do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, general Santos Filho, inicia a visita às 10h, ainda na capital, com um
Relator, Renan quer indiciamento de Bolsonaro, Queiroga e Onyx na CPI

Relator, Renan quer indiciamento de Bolsonaro, Queiroga e Onyx na CPI

Política
O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, decidiu propor em seu texto final da comissão o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro e de outros dois ministros de seu governo: o titular da Saúde, Marcelo Queiroga, e o atual ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni. Somente Bolsonaro deve ser indiciado por 11 crimes. O relatório final da CPI vai sugerir o indiciamento do chefe do Executivo, entre outros crimes, por homicídio comissivo por omissão, crime de epidemia, infração de medida sanitária, charlatanismo e crimes de responsabilidade. O relatório final completo deve ser divulgado na próxima segunda-feira (18). A leitura do texto será feita em sessão da CPI da Covid no dia seguinte, com a votação pelos membros na quarta-feira (20). Calheiros não cogitava res
Bolsonaro critica ‘ Auxílio Modess’ e diz ser machão que chora no banheiro

Bolsonaro critica ‘ Auxílio Modess’ e diz ser machão que chora no banheiro

Política
Semanalmente, o presidente Jair Bolsonaro apresenta uma live semanal em suas redes sociais. Com duração média de pouco mais de 30 minutos, o evento agrada os seguidores do presidente, que vem nele alguém sincero, que fala "verdades" e não é político como outros. Claro que com uma figura como Bolsonaro ouvindo o som da própria voz, durante tanto tempo e sem nenhum tipo de filtro, o festival de pérolas (e declarações preocupantes) é enorme. Durante a pandemia o negacionismo foi declarado, mas já houve bizarrices antes, como Leonardo DiCaprio ser acusado de incendiar a Amazônia, floresta que segundo ele é "úmida e não pega fogo". Até colar de nióbio o homem já tentou promover. E nesta quinta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro discutiu o que ele chamou de "Auxílio Modess", a
Bolsonaro diz ter ‘vontade’ de privatizar Petrobras

Bolsonaro diz ter ‘vontade’ de privatizar Petrobras

Política
O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que tem vontade de privatizar a Petrobras. E que conversará sobre o assunto com sua equipe econômica. A declaração, dada à Rádio Novas de Paz (PE), ocorre enquanto ele reclama do poder limitado na definição do preço do combustível, enquanto é apontado como maior culpado a cada aumento. "Eu já tenho vontade de privatizar a Petrobras. Vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer porque, o que acontece? Eu não posso, não é controlar, não posso melhor direcionar o preço do combustível, mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás de cozinha, a culpa é minha, apesar de ter zerado o imposto federal". Jair Bolsonaro, presidente. Somente em 2021, a gasolina acumula alta de 57,3%, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natura
Deputados do PT reagem contra Ciro e fazem a defesa de Dilma Roussef

Deputados do PT reagem contra Ciro e fazem a defesa de Dilma Roussef

Brasil, Política
Após os ataques do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) a Dilma Roussef (PT), os parlamentares da bancada federal petista iniciaram uma reação em defesa da ex-presidenta da República. O deputado federal Paulão (PT-AL), em sua manifestação solidária, disse que Dilma sempre foi "uma mulher forte, honesta e que luta bravamente pela nossa liberdade e democracia. Deixo aqui meu abraço à nossa querida Dilma. Seguimos firmes e na luta, companheira". Já o vice-presidente nacional do PT, deputado José Guimarães, ao defender Dilma Roussef, disse que Ciro Gomes tem o direito de ser candidato a presidente, mas não pode falsar a verdade. Disse ele que a fala de Ciro remete às fakes news. Veja a íntegra da nota de solidariedade: -Dilma Rousseff é uma das pessoas mais honestas que conheci como parlam
Renan Calheiros racha CPI ao tentar enquadrar Bolsonaro por genocídio

Renan Calheiros racha CPI ao tentar enquadrar Bolsonaro por genocídio

Política
É possível que Jair Bolsonaro seja responsabilizado por genocídio contra indígenas no relatório de Renan Calheiros para a CPI da Covid. Mas ainda não há consenso, segundo a colunista Mônica Bergamo. O senador alagoano até já está decidido a apontar o presidente como culpado por mortes causadas por omissões do governo em relação aos povos tradicionais, mas dois senadores do grupo majoritário da CPI já disseram internamente que não estão convencidos do indiciamento de Bolsonaro por genocídio: o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), e Eduardo Braga (MDB-AM). Caso não entrem em acordo e Renan mesmo assim enquadre Bolsonaro no crime, o consenso no grupo será quebrado e a questão, decidida no voto. A questão é que, em peso, senadores do grupo devem votar em peso no indiciament
Queiroga defende passaporte sanitário e bolsonaristas pedem exoneração do ministro

Queiroga defende passaporte sanitário e bolsonaristas pedem exoneração do ministro

Política
Voláteis, os bolsonaristas vão do amor ao ódio com aliados do presidente a qualquer sinal de contradição dos mandos e desmandos do presidente Jair Bolsonaro. A nova vítima da vez é Marcelo Queiroga, ministro da Saúde que defendeu o passaporte sanitário porque "todos estarão vacinados", justamente horas depois do presidente dizer que nunca vai se vacinar. Leia mais: Bolsonaro, que tem sigilo de 100 anos no cartão de vacinação, diz que “não vai se vacinar” À CNN, na noite de quarta-feira (13), Queiroga disse considerar o passaporte sanitário como o "CPF de cada brasileiro porque todos estarão vacinados”. Ele também defendeu a retirada da obrigatoriedade das máscaras, à medida que o controle sanitário seja reforçado. Contrário às leis que obrigam o uso, ele prefere campanhas d