10 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade

Política

Folha: Lira omitiu duas fazendas que somadas valem R$ 1 milhão

Folha: Lira omitiu duas fazendas que somadas valem R$ 1 milhão

Política
O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), deixou de declarar à Justiça Eleitoral nas últimas eleições que havia pagado valores equivalentes a cerca de R$ 1 milhão pela posse de duas fazendas. Ao menos é o que indicam duas escrituras públicas lavradas no início de 2018, documentos assinados em um cartório no município de São Sebastião, interior de Alagoas, a 120 km de Maceió. Segundo Lira, a transação não foi levada adiante naquela época, só sendo consumada em 2020. A quantia, repassada a um grupo de herdeiros, equivale a 42% do total do patrimônio declarado pelo deputado naquele ano eleitoral, sendo R$ 2,2 milhões corrigidos pela inflação ou R$ 1,7 milhão em valores de 2018. A negociação feita foi uma cessão de direitos hereditários, fazendo parte de um inventário não final
Política se transforma em grande negócio de família, com a arte (deles) de viver bem

Política se transforma em grande negócio de família, com a arte (deles) de viver bem

Blog, Marcelo Firmino, Política
Sabe aquela história da corrupção que indignava as pessoas em tempos recentes. Ela sumiu no vento como silvo de passarinho. E o que terá acontecido para que os mais exaltados contra a "corrupssaum" deixassem de lado a cantilena e se acomodasse na lida muda de então? Pode ter certeza que são os interesses específicos por trás de tudo, que levam à postura de relevar das aberrações até a irracinalidade das discussões em torno da política de agora. Política, aliás, que sempre foi, mas que nesses tempos exacerbou na conduta de transformação de um negócio de família. Não é preciso dizer que aqui se faz política de pai para filho. Os mandatos são, de certa forma, hereditários e as ramificações vão se ampliando para os mais diversos segmentos familiares. Enquanto grande e rentáv
Campanha eleitoral no rádio e TV: Lula e Bolsonaro com os maiores tempos

Campanha eleitoral no rádio e TV: Lula e Bolsonaro com os maiores tempos

Política
Com a definição das chapas e coligações que disputarão a corrida pelo Palácio do Planalto neste ano, já é possível estimar o tempo de rádio de TV que cada candidato terá para expor suas propostas. Pela lei, a divisão do tempo de propaganda é definida proporcionalmente ao peso dos partidos que formam as coligações. O peso de cada legenda é medido pelo tamanho das bancadas desses partidos na Câmara. Quando maior a bancada, maior o peso. Os blocos fixos da propaganda eleitoral começam a ser exibidos no dia 26 de agosto. Cada bloco terá, ao todo 12 minutos e 30 segundos de propaganda. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT, foi o que conseguiu a maior coligação, com 10 partidos (PT, PSB, Solidariedade, PSOL, Rede, Avante, Agir, PROS, PCdoB e PV). Juntas,
Paulão diz que Bolsonaro corta recursos até da PF para bancar orçamento secreto

Paulão diz que Bolsonaro corta recursos até da PF para bancar orçamento secreto

Brasil, Política
O orçamento secreto tornou-se a maior arma de Jair Bolsonaro (PL)  para bancar as eleições deste ano, segundo denunciou o deputado federal Paulão (PT), ao constatar que o governo está cortando geral o orçamento das instituições para poder preservar a paga do orçamento aos parlamentares aliados. Disse ele que o caso é tão escandaloso que depois de cortar quase R$ 2 bilhões das universidades e dos institutos federais de educação, Bolsonaro agora manda cortar R$ 150 milhões do orçamento da Polícia Federal. "Tudo isso para que os amigos dele recebam o dinheiro do orçamento secreto. É um absurdo e um País não merece isso. Cabe ao povo brasileiro, ao eleitor consciente desse País dizer um basta nas eleições de outubro que vem", disse o deputado. Ainda segundo Paulão, o governo Bolso
Com OAB ficando de fora, veja quem assinou Carta Pela Democracia

Com OAB ficando de fora, veja quem assinou Carta Pela Democracia

Política
A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) decidiu não apoiar a Carta aos Brasileiros e Brasileiras em Defesa do Estado Democrático de Direito, que será lida em ato na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco no próximo dia 11 de agosto. Em seu lugar, a Ordem pretende divulgar seu próprio manifesto na próxima segunda-feira (8), após reunião do plenário, instância máxima da entidade, que reúne representantes dos 27 estados. Ainda assim, carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral elaborada pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo já possui mais de 730 mil assinaturas. Leia mais: Bolsonaro sente ‘carta em defesa da democracia’ e faz “manifestinho” no Twitter Entre as adesões, destacam-se os nomes de políticos, magistrados, artistas e também de acionist
Chapa de Lula cogita pedir para TSE cassar Bolsonaro

Chapa de Lula cogita pedir para TSE cassar Bolsonaro

Política
A campanha de Luiz Inácio Lula da Silva estuda entrar com uma ação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para pedir a cassação do mandato do presidente Jair Bolsonaro pelos ataques feitos ao sistema eleitoral e a integrantes da Corte em encontro com embaixadores no Palácio da Alvorada. O episódio foi questionando em representações da oposição, que acusa Bolsonaro de realizar campanha eleitoral antecipada. No entanto, segundo Carolina Brígido, do UOL, ministros do TSE avaliam que a chance de a ação proposta ter algum resultado prático é mínima. Pela legislação eleitoral, só se pode punir alguém por esse crime se houver pedido explícito de voto - e isso não ocorreu na reunião com os embaixadores. Mesmo que Bolsonaro fosse punido por campanha eleitoral antecipada, a pena prevista em
Pacheco prega respeito à democracia e confiança nas urnas eletrônicas e no TSE

Pacheco prega respeito à democracia e confiança nas urnas eletrônicas e no TSE

Política
O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, marcou a abertura dos trabalhos legislativos no segundo semestre com um pronunciamento em defesa da democracia, no qual expressou sua confiança nas urnas eletrônicas e na Justiça Eleitoral. Ao mesmo tempo, pregou o respeito à diversidade de opiniões e aos resultados das eleições de outubro por parte da população em geral e dos candidatos. O senador observou que os votos assinalados, tanto no primeiro turno (2 de outubro) quanto no segundo (30 de outubro) é que, como em outros pleitos, darão legitimidade ao poder de governantes e parlamentares, não cabendo, portanto, colocar em dúvida a vontade popular. O presidente do Senado enfatizou que a democracia pressupõe a realização de eleições livres e periódicas e que o
Câmara aprova PL que obriga planos de saúde a a cobrir tratamentos fora do rol da ANS

Câmara aprova PL que obriga planos de saúde a a cobrir tratamentos fora do rol da ANS

Política
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (3) um projeto de lei (PL) que estabelece hipóteses de cobertura de exames ou tratamentos de saúde que não estão incluídos no rol de procedimentos e eventos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A proposta segue para análise do Senado. A matéria tem como objetivo dar continuidade a tratamentos que poderiam ser excluídos da cobertura dos planos de saúde. Com o texto aprovado, as operadoras deverão autorizar os planos de saúde a cobrirem tratamento ou procedimento prescrito por médico ou dentista que não estejam no rol da ANS, desde que um dos seguintes critérios esteja presente:  existir comprovação da eficácia, à luz das ciências da saúde, baseada em evidências científicas e plano terapêutico;  existir recomendações
Bolsonaro autoriza consignado no Auxílio Brasil, “absurdo” que só favorece a Bancos

Bolsonaro autoriza consignado no Auxílio Brasil, “absurdo” que só favorece a Bancos

Política
O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou com vetos, nesta quarta-feira (3), a lei que autoriza a concessão de empréstimos consignados para beneficiários do programa social Auxílio Brasil —substituto do Bolsa Família. "A sanção, portanto, ensejará um significativo incremento do acesso ao crédito, viabilizando uma solução financeira mais eficiente à população, podendo contribuir para a retomada econômica e a preservação de empregos e renda". Nota divulgada pelo Palácio do Planalto. O Auxílio Brasil é uma das principais apostas da campanha de reeleição do presidente, a menos de dois meses da disputa. O programa, inclusive, foi incrementado e chegará a R$ 600 para os beneficiários. Os empréstimos consignados podem ser concedidos até o limite de 40% do valor do benefício. De acor
Paulo Dantas recebe apoio do Avante durante convenção

Paulo Dantas recebe apoio do Avante durante convenção

Política
O Avante é mais um partido que declara apoio à reeleição de Paulo Dantas (MDB) ao governo de Alagoas. A decisão foi anunciada para um auditório lotado durante convenção da legenda, nesta terça (2), no Hotel Ritz. Paulo agradeceu o apoio e fez um destaque especial ao deputado estadual, Marcos Barbosa, que até pouco tempo era seu colega de parlamento. "Marcos é um cara comprometido, trabalhador, responsável, se uniu com os filiados do Avante para fortalecer o partido e criar as condições para o partido ter representantes na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. No Avante estão grandes quadros que com certeza irão representar bem o estado". "Avante, muito obrigado de verdade por estar na nossa coligação, por estar nos apoiando. E do mesmo jeito que vocês estão nos apoiando agor