25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Interior

PF cumpre 40 mandados de busca e apreensão em Traipu e Feira Grande

Operação Retomada visa recuperar os bens adquiridos com verbas públicas desviadas pelo ex-prefeito de Traipu, Marcos Santos

Nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (13), a pedido do Ministério Público Federal em Alagoas, a Polícia Federal deflagrou a “Operação Retomada” para cumprimento de 40 mandados de busca e apreensão, nos municípios de Traipu e Feira Grande, no sertão de Alagoas, contando com apoio da Polícia Rodoviária Federal.

A Operação Retomada visa recuperar os bens adquiridos com verbas públicas desviadas pelo ex-prefeito de Traipu, Marcos Santos.

O MPF, na ação cautelar de indisponibilidade de bens preparatória de ação de improbidade requereu à Justiça Federal a expedição de mandados de busca e apreensão que visam a recuperação de bens adquiridos com recursos desviados de verbas federais da educação, como o Fundeb (Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais de Educação) e o PNATE (Programa Nacional de Transporte Escolar).

Participam da operação 30 agentes da polícia federal. Todo material apreendido será levado para a sede do MPF em Arapiraca e para o DER (Departamento de Estradas e Rodagem em Alagoas).

Marcos Santos, detido em 2018

Marcos Santos

Marcos Santos, ex-prefeito do município de Traipu, e seu filho Marcos Douglas, já haviam sido condenados às penas de 19 anos e 10 meses de reclusão e 16 anos e 09 meses de reclusão, respectivamente. E tiveram sua penas aliviadas, em 2018.

Em fevereiro do ano passado, Marcos Santos chegou a ter os bens bloqueados pelo juiz federal Cristiano de Jesus Pereira, por não ter prestado contas de reforma efetuada na Casa da Cultura de Traipu, em 2011.

Em dezembro último, ele foi preso quando se encontrava nas comemorações da festa da padroeira do município, Nossa Senhora do Ó. No momento da abordagem, o ex-gestor ainda teria tentado fugir.