22 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Prefeitura abre domingo dois pontos fixos para reforçar vacinação de crianças em Maceió

Cerca de 55% do público infantil de 5 a 11 anos tomou a primeira dose, mas Município quer elevar o índice

Prefeitura abre dois pontos fixos no próximo domingo para reforçar vacinação de crianças
Crianças poderão se vacinar no domingo em três pontos fixos (Foto: Victor Vercant/Ascom SMS)
A Prefeitura de Maceió vai abrir mais dois pontos fixos de vacinação contra a covid-19 neste domingo (27) para reforçar a imunização das crianças de 5 a 11 anos.

Os pontos fixos do Maceió Shopping, no bairro Mangabeiras, e do Terminal do Osman Loureiro vão funcionar das 9h às 16h, atendendo exclusivamente os pequenos. E além deles, o Pátio Shopping, na Cidade Universitária, abre das 12h às 18h.

A medida visa ampliar o horário de atendimento à população e garantir o maior número possível de vacinados com a primeira e segunda doses. Já os adultos e idosos poderão se vacinar no domingo no CAT da Ponta Verde, próximo ao totem “Eu Amo Maceió”.

“Estamos avançando na vacinação infantil, mas ainda tem muitos meninos e meninas que não tomaram nem a primeira, nem a segunda dose. Então o Município está fazendo mais esse esforço, que é a abertura de dois pontos grandes no domingo, para que as pessoas levem seus filhos, seus sobrinhos, seus netos. Serão todos muito bem recebidos pelas nossas equipes”. Claydson Moura, coordenador da vacinação contra a covid-19 em Maceió.

Confira documentação para vacinação pediátrica

Para se vacinar é preciso que as crianças estejam acompanhadas dos pais ou de um adulto responsável. Eles devem portar o próprio documento de identificação com foto, o CPF e a documentação da criança, que deve ser RG ou Certidão de Nascimento, Caderneta de Vacinação, CPF ou Cartão SUS.

Caso os pais não estejam presentes é necessário o preenchimento do TERMO DE ASSENTIMENTO PARA ADMINISTRAÇÃO DA VACINA COMINARTY-PFIZER PEDIÁTRICA, além da cópia do documento de identificação do pai ou mãe, o qual ficará retido no ato da vacinação. Por fim, a Caderneta de Vacinação da criança e o CPF ou Cartão SUS.

Para as crianças com comorbidades, também será necessário apresentar a prescrição médica, que ficará retida no local da vacinação.