28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Prodesin garante funcionamento de indústria de alimentos e gera empregos em Rio Largo

Fábrica Nordeste Mais tem a chancela da marca Predileta e está beneficiando molho de tomate (ketchup) e goiabada que serão comercializados no mercado do Nordeste.

Com um moderno parque industrial a Nordeste Mais está fabricando mais de 350 caixas de goiabada por dia e, também, molho de tomate em sachê e garrafas. Foto: Guido Jr.

Com incentivo fiscal do Governo de Alagoas e investimentos na ordem R$ 45 milhões, a fábrica de alimentos Nordeste Mais já está em operação no município de Rio Largo.

A indústria alimentícia, que tem a chancela da marca Predileta, está beneficiando molho de tomate (ketchup) e goiabada que serão comercializados no mercado do Nordeste.

Atualmente, a Nordeste Mais conta com 47 funcionários e estima contratar, até o final deste semestre, 60 colaboradores e nos próximos meses, dobrar os postos de trabalho, podendo empregar mais de 120 alagoanos.

“A marca Predileta foi captada pelo governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), com as políticas de incentivos presentes no Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin). Portanto, é uma grande satisfação poder conferir a indústria em operação e a transformação que ela já vem fazendo na vida de dezenas de alagoanos. Pois, à medida que são gerados 60 empregos diretos, podemos afirmar que em média outros 180 vão surgir por conta da abertura desta empresa”. André Luiz Gomes, secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Com um moderno parque industrial a Nordeste Mais Predileta está fabricando em Rio Largo mais de 350 caixas de goiabada por dia e, também, molho de tomate em sachê e garrafas que serão comercializados no mercado regional.

“Estamos muito otimistas com o mercado do Nordeste e acreditamos que a fábrica será ampliada em um pequeno espaço de tempo. A previsão é que em breve possamos dobrar a produção e aumentar a cartela de produtos de fabricação. Desta forma, vamos ofertar no mercado alagoano mais de 200 empregos diretos”. Thiago Melo, gerente da unidade industrial.

Prodesin

Os benefícios concedidos pelo Governo de Alagoas integram as ações do Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin) que, em 2016, sofreu uma modernização e passou a oferecer a redução de 92% no pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na saída dos produtos industrializados.

Ganharam também diferimento no ICMS, os bens destinados ao ativo fixo e a matéria-prima utilizada na fabricação de produtos.