25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Reitor do Ifal, Carlos Guedes recebe título de Cidadão Honorário de Alagoas

O Ifal, lembrou o professor, é a única instituição do país que destina 70% das suas vagas para estudantes oriundos de escola pública

O paraibano Carlos Guedes Lacerda, reitor do Ifal (Instituto Federal de Alagoas), Unidade Palmeira dos Índios e mestre em educação pela UFPB (Universidade Federal da Paraíba, recebeu o título de Cidadão Honorário de Alagoas.

A outorga da comenda foi realizada no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas, na manhã desta segunda-feira (30), em sessão especial proposta pelo deputado estadual Davi Maia (MDB).

“Especialmente na região de Palmeira dos Índios, o mestre Carlos Guedes é um exemplo da extensão universitária, do profissionalismo e da profissionalização do nosso Ifal”, disse o deputado Davi Maia. “Um exemplo para o Brasil, e nada mais justo para ele, que é já de coração, ser de direito também um cidadão do estado de Alagoas”, afirmando que Carlos Guedes é um cidadão honrado e que orgulha a todo estado.

Prestigiaram a sessão os deputados estaduais Inácio Loiola (MDB), Lobão (MBD) e Jó Pereira (PSDB), além do deputado federal Pedro Vilela (PSDB), que disse ter feito questão de estar presente para a honraria.

“O professor Carlos Guedes, é reitor do Ifal, uma instituição tão importante para a formação dos jovens de nosso estado. E que o professor faz um trabalho com brilhantismo, com muita competência”, disse Vilela, membro da Comissão de Educação da Câmara Federal, lembrando que destina emendas parlamentares para o Ifal, pois acredita no trabalho de Carlos Guedes.

Homenageado

O professor Carlos Guedes, graduado em Engenharia Elétrica pela UFPB, em Direito pelo Centro Universitário Cesmac e mestrado em Educação pela UFPB, além de especialização em gestão municipal, disse receber com muita alegria o título.

“Após mais de 20 anos morando em Alagoas, recebo esse reconhecimento com satisfação”, disse o mestre, que com orgulho lembrou representar o Ifal. “Meu objetivo sempre foi transformar a vida das mais pessoas que precisam num país ainda muito desigual e em um estado muito pobre”, completou.

O Ifal, lembrou o professor, é a única instituição do país que destina 70% das suas vagas para estudantes oriundos de escola pública. “Tenho muito orgulho, desse número”, afirmou Guedes, em um dos vários momentos que recebeu uma salva de palmas dos presentes..

“Alagoas vive um bom momento de crescimento, apesar das dificuldades momentâneas com esses períodos de chuvas, mas tem eito um trabalho inovador, do ponto de vista da infra-estrutura, para os canais da área de engenharia, arquitetura”, disse o mais novo alagoano do estado.

Mestre em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (2001). Possui Graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Paraíba (1993) e em Direito pelo Centro de Estudos Superiores de Maceió (2007). Especialização em Gestão Pública pelo IFPR em cooperação com a Escola Nacional de Administração Pública (2011).

Atualmente é professor e exerce a função de Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoa – Campus Palmeira dos índios. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Engenharia Elétrica e em Educação atuando principalmente nos seguintes temas: Eficiência Energética, internet, tecnologia, ciberespaço, novas tecnologias e redes digitais.