1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Brasil

Servidores federais acusam governo Lula de querer congelar salários

Governo propôs 9% de reajuste a ser pago em duas parcelas: 1 em 2025 e outra em 2026. Fonacate considera inaceitável

Entidades do Fonacate detonam proposta apresentada pelo governo federal e prometem mobilizações

Os servidores públicos federais vão se mobilizar neste ano para a recomposição dos salários, que não foram reajustados em 2023.

Para isso, as entidades que representam os servidores do Executivo federal preparam uma contraproposta de reajuste salarial para enviar ao governo na próxima semana.

A decisão saiu de na última quinta-feira, 4, durante uma reunião do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas do Estado (Fonacate), que representa os servidores públicos federais.

Durante a reunião, o Fórum rejeitou a proposta enviada pelo governo federal no fim de dezembro. A proposta foi apresentada pel

o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos.

Fórum: é Inaceitável

De acordo com a manifestação do Fórum, a proposta do governo, na prática. congela os salários dos servidores federais neste ano e promete reajuste apenas em 2025 e 2026.

As lideranças do Fonacate consideram inaceitável a proposta do governo que consiste em um reajuste de 9%, a ser pago em duas parcelas: a primeira em maio de 2025 e a segunda em maio de 2026.

One Comment

  • Avatar Valter Luís dos Santos

    Isso é recorrente. Foi assim no governo FHC. Perda de direitos e ausência de realinhamento dos salários pela inflação, pelo menos. Entidades dos funcionários públicos inertes e amedrontadas. Ao iniciar o governo Lula, greve todos os anos reivindicando toda defasagem salarial. Não participei de nenhuma, justamente pelo motivo exposto.

Comments are closed.