2 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Maceió

Servidores reivindicam na Câmara reajuste maior que oferecido por Rui Palmeira

Prefeito de Maceió ofereceu um reajuste de 3% para categoria, que está em greve

Ao contrário da Assembleia Legislativa Estadual, que não realizou sua primeira sessão pós recesso por falta de quorum (a eleição se tornou mais importante que gestão estadual), a Câmara Municipal de Maceió ao menos retornou nesta quarta-feira (1º). E com uma bomba em mãos, na forma do reajuste dos servidores municipais.

O funcionários da capital lotaram o auditório da Associação Comercial, em Jaraguá, (as sessões ordinárias serão realizadas por lá durante 30 dias, até que a nova sede, com aluguel de R$ 55 mil mensais, fique pronta) e reivindicaram o aumento salarial.

A sessão precisou ser interrompida para que os vereadores se reunissem com representantes dos servidores e ouvir as demandas das diversas categorias do funcionalismo.

Ficou decidido que a casa receberá, na próxima quarta-feira (8), uma comissão dos funcionários, além de representantes do Executivo. Eles tentarão um acordo entre as partes e pôr fim ao impasse gerado pelo percentual de aumento salarial.

Antes, uma comissão de parlamentares deve se reunir com o prefeito Rui Palmeira (PSDB) para tratar do tema, já na segunda-feira (6).

O Prefeito Rui Palmeira publicou no Diário Oficial que oferece um reajuste de 3%, dividido em duas vezes. Por outro lado, os servidores, já em greve, reivindicam mais de 15% de aumento.