23 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Política

Traficante do avião da comitiva presidencial é Bolsonarista

Segundo sargento Manoel Rodrigues era presença constante nas viagens de Bolsonaro

O segundo sargento da Aeronáutica responsável pelos 39 quilos de cocaína no avião da comitiva do Presidente Bolsonaro.

O militar Manoel Silva Rodrigues, que foi preso em Sevilha, na Espanha, com 39 quilos de cocaína em avião da FAB integrante da comitiva presidencial, foi um apoiador de Jair Bolsonaro na campanha eleitoral do ano passado e era uma  presença constantes nas comitivas do presidente.

O segundo-sargento da Aeronáutica tem 38 anos e ganha salário bruto de R$ 7.298. “No Facebook, mostrou de quem era eleitor, fazendo arminha com as mãos com camiseta amarela. Cidadão de bem das Forças Armadas do Brasil, com muito orgulho, com muito amor”, diz o jornalista Kiko Nogueira, editor do DCM.

Em fevereiro, ele estava entre os militares que o seguiram em viagem de Brasília a São Paulo para a realização de exames médicos.

Entre 18 e 20 de março, houve mais uma missão de transporte do “escalão avançado” da Presidência.

Em 24 de maio, fez bate-volta de Brasília a Recife, acompanhando o presidente, que passou todo o dia em Pernambuco, relata a Folha de S.Paulo.

3 Comments

  • Todos vimos e acompanhamos, nos principais webjornais caetés, a classe de jornalistas “exigindo respeito” (de seus patrões, no tocante ao tema salarial, o que é salutar, razoável, normal, devido e até justo; convenhamos) – ainda que muitos arautos escarlates resistentes e ressentidos não se deem ao respeito, especialmente no tocante aos assuntos pertinentes ao atual Presidente do Brasil, que tem sido aviltado, achacado, assacado, vilipendiado, injuriado, difamado e caluniado, levianamente, por risíveis atoleimadas carpideiras rançosas, rancorosas e raivosas, que destilam ácidas diatribes venenosas e vitupérios indevidos e descabidos, como se pode inferir dos 7 pontos aqui destacados: https://www.cadaminuto.com.br/noticia/341418/2019/06/27/o-brasil-selvagem-do-cidadao-de-bem- advirto-os: é preciso equilíbrio, serenidade, temperança, estômago e sangue frio, para ler tantas asneiras – por sinal, sete é a conta do mentiroso, como é ressabido de todos-, do texto escarlate itálico transcrito abaixo, a saber:
    1. O sargento Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha com 39 quilos de cocaína num avião da FAB, é bolsonarista de carteirinha. Em redes sociais ele postou fotos em manifestações de apoio ao capitão da tortura, durante manifestações de rua no Brasil. O sujeito aparece vestindo verde & amarelo, fazendo aquele famoso gesto que simula uma arma com as patas. Estamos diante de um legítimo “cidadão de bem”. Deve ser um marxista cultural infiltrado na turma do estadista Bolsonaro”. (Sic.)
    – Ora, é fato, desta feita, o referido militar foi preso, apesar de estar há mais de onze anos nessa função e ter voado por 29 vezes, anteriormente (acompanhando às comitivas presidenciais), mas nem por isso poder-se-ia inferir que transportara drogas doutras vezes: pelo sim ou pelo não; caiu e foi preso, e deverá ser expurgado da Força Aérea; por óbvio.
    Mas, ainda assim, insinuar ou tentar imputar quaisquer ligações ao Mito, aí já é demais, é simples esquizofrenia ou deplorável esquerdopatia inveterada incurável.
    – Vejam abaixo e ao cabo deste às fotos de ex-presidentes ao lado de famigerados traficantes, porém não se pode se lhes imputar nenhuma ligação ao tráfico; claro! Seria injúria, calúnia, difamação levianas assim inferir; ou não?
    Aliás, urge destacar que a Lei nº 7170/83 – Lei de Segurança Nacional, está em pleno vigor, a saber:
    “Lei de Segurança Nacional: Art. 26 – Caluniar ou difamar o Presidente da República, o do Senado Federal, o da Câmara dos Deputados ou o do Supremo Tribunal Federal, imputando-lhes fato definido como crime ou fato ofensivo à reputação.
    Pena: reclusão, de 1 a 4 anos.
    Parágrafo único – Na mesma pena incorre quem, conhecendo o caráter ilícito da imputação, a propala ou divulga”. – Sic.
    Onde o MPF, PGR e AGU, sobretudo o MPF militar?
    – Vestir camisas verde e amarela não tem nada a ver: quantos meliantes já foram presos com camisas vermelhas de fotos e frases do deca réu?
    * Na íntegra in http://gouveiacel.blogspot.com/2019/06/um-leviano-nescio-escarlate-quer.html
    Abr
    *JG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.