26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Adeal realiza vacinação assistida de animais contra a febre aftosa em Rio Largo

Ação ocorreu nesta segunda-feira, na Fazenda Bom Jesus

Técnicos realizam vacinação assistida contra a febre aftosa em Rio Largo. Foto: Ascom Adeal

Técnicos da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) acompanharam, na manhã dessa segunda-feira (16), a vacinação assistida de bovinos contra a febre aftosa. A ação aconteceu na Fazenda Bom Jardim, na zona rural do município de Rio Largo.

Com a meta de vacinar 1,2 milhão de animais – bovinos e bubalinos – a campanha, que teve início no dia 1° de maio, prossegue até o próximo dia 31. Nessa etapa, todo o rebanho alagoano deverá ser imunizado, independentemente da idade dos animais.

De acordo com a Adeal, o prazo para o produtor declarar a vacinação se encerra dia 15 de junho. Atualmente, Alagoas conta com o status sanitário de zona livre da febre aftosa com vacinação.

A Adeal alerta ainda que o criador que deixar de vacinar e ou declarar a imunização, fica impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA) e impedido de circular ou comercializar os animais, além de estar sujeito ao pagamento de multa.

“O produtor rural tem sempre feito seu papel. Os criadores estão engajados, comprando as doses, vacinando os animais e fazendo a declaração. Mas, mesmo assim, reforçamos ao criador sobre a importância e a eficácia da vacina. Lembramos que, para poder circular com os animais, é preciso estar com a vacina em dia e ter feito a declaração”. José Márcio Maia, presidente da Adeal.

No caso da não vacinação, o valor de multa a ser pago corresponde a dez Unidades Padrão Fiscal do Estado de Alagoas (UPFAL) e da não declaração a 30 UPFAL.

“Fazemos todas as vacinas dos nossos rebanhos de forma rigorosa. Oriento todos os criadores, independentemente do tamanho e da idade do rebanho, a fazer a vacinação que vai até 31 de maio. Vamos unir forças para Alagoas ficar livre da aftosa sem vacinação”. Rafael Tenório, pecuarista.