4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Alagoas recebe mais 81.900 doses de vacinas contra a Covid-19

Com a nova remessa, o Estado já recebeu 4.818.245 doses de imunizantes do Ministério da Saúde

Foto: Olival Santos

Uma nova remessa de vacinas contra a Covid-19 chegou a Alagoas nesta quarta-feira (3). Desta vez, o Ministério da Saúde (MS) enviou 81.900 doses do imunizante Pfizer, que estão armazenadas na sede do Programa Nacional de Imunização em Alagoas (PNI/AL), no bairro Farol, em Maceió.

As novas doses serão liberadas aos municípios à medida que as Secretarias Municipais de Saúde (SMSs) realizem as solicitações ao PNI/AL. Seguindo o padrão estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde (MS), a requisição deve ser executada, exclusivamente, via e-mail.

A última remessa enviada pelo Ministério da Saúde a Alagoas ocorreu no dia 29 de outubro. De acordo com o PNI/AL, foram destinadas ao Estado 24.570 doses, já encaminhadas aos municípios que realizaram a solicitação.

Desde 19 de janeiro deste ano, Alagoas recebeu, do Ministério da Saúde, 4.818.245 doses de imunizantes contra a Covid-19. Desse total, 1.739.790 foram da Pfizer, 1.713.875 da AstraZeneca, 1.308.530 da CoronaVac e 56.050 da Janssen. Segundo o PNI/AL, já foram distribuídas 4.317.689 doses para os 102 municípios.

Convocação

Com a chegada de mais vacinas contra a Covid-19, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, reforça a convocação para que a os alagoanos compareçam aos postos de vacinação e concluam o esquema vacinal.

Isso porque, segundo ele, já está demonstrando que o retorno à normalidade só será possível com o aumento da cobertura vacinal, uma vez que, à medida que mais pessoas têm se vacinado, ocorre o declínio a curva de contágio, das internações e dos óbitos por Covid-19.

“Queremos que o fim de ano seja o mais normal possível, mas, é preciso que cada alagoano faça a sua parte. Por isso, cabe a cada cidadão, a responsabilidade de completar o esquema vacinal, tomar a dose de reforço e, no caso dos adolescentes, a primeira dose. Desse modo, estaremos reduzindo a disseminação do novo coronavírus, lembrando sempre que ainda é necessário manter as medidas sanitárias, como o uso de máscara e a higienização das mãos”. Alexandre Ayres.