23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Amados, não continuem morrendo por Bolsonaro

Chegamos a um nível de insanidade em que as pessoas perdem a vida de graça, recusando-se a tomar medidas simples, mas, que fazem a diferença entre a vida e a morte.

O caso da enfermeira de Arapiraca que se recusou a ser vacinada por amor a Bolsonaro é muito triste. Deixou uma criança órfã e uma família desfalcada, com uma dor imensa.

Por mais que a realidade demonstre a letalidade do novo coronavírus, os fãs da criatura continuam a negá-lo.

Uma profissional da linha de frente, que vive a realidade da Covid-19 no dia a dia, jamais poderia ser negacionista. Ela hoje poderia estar junto à família se tivesse se imunizado. Uma picadinha no braço, apenas.

O pior de tudo, nesse caso, é que o político idolatrado nem sabe da existência da mulher. Para afundar mais ainda: ele continua zombando dos mortos, que já são mais de 250 mil no Brasil.

A live dessa semana em que Bolsonaro orienta o gado a não utilizar máscara é um disparate. Ele deixa claro que está do lado da morte e continuará assim enquanto tiver gente disposta a morrer por ele.

Sigam meu conselho, não se sacrifiquem por político. Não vale a pena dar a vida por eles. Por Bolsonaro, menos ainda.