17 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade

Autor: Wagner Melo

Lei que flexibiliza direitos trabalhistas durante calamidades entra em vigor

Lei que flexibiliza direitos trabalhistas durante calamidades entra em vigor

Alagoas, Notícias
A partir de hoje (16), os direitos trabalhistas podem ser reduzidos em qualquer situação de calamidade, por qualquer motivo, decretada pelo presidente, por governadores e por prefeitos. Acaba de ser promulgada a Lei nº. 14.437, que teve origem na Medida Provisória (MP 1109/22) do governo Bolsonaro, e que reduz direitos em situações como uma pandemia, fortes chuvas, deslizamentos de terra e enchentes em municípios. Caso o governante decrete situação de calamidade e o governo federal aprove, estará aberto o caminho para flexibilizar as relações de trabalho com mudanças legais de regras relacionadas ao teletrabalho, férias, pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e suspensão de contratos de trabalho, assim como redução de jornada com redução salarial. Dirigente

As igrejas que servem ao Pai da Mentira precisam de um freio urgente

Blog, Wagner Melo
Lideranças evangélicas atacam novamente e, desta vez, a serviço do “Pai da Mentira”, a quem elas se curvam. Matéria publicada n’O Globo revela que o candidato Luiz Inácio Lula da Silva vem sendo prejudicado pela disseminação de uma notícia falsa segundo a qual há possibilidade de fechamento de templos caso a esquerda volte ao poder. Até o deputado Marco Feliciano (PL), pastor da Assembleia de Deus e bolsonarista, admite que tem feito essa pregação para “alertar” os evangélicos. Na verdade, ele sabe que isso é mentira e espalha essa fake news com más intenções mesmo. O pior de tudo é que muita gente acredita nessa bobagem e, mais uma vez, teremos uma eleição marcada por mentiras e pela desonestidade de quem tem essa verdadeira máquina de votos nas mãos. Jesus? Não é o centro des

As vaias e o choque de realidade em Bolsonaro

Blog, Wagner Melo
Lembro-me de quando fui cobrir a entrega de uns apartamentos no Benedito Bentes com a presença do presidente Jair Bolsonaro. Dia de semana, lugar isolado, chuva e alguns ônibus na entrada do local do evento. Aqueles ônibus eram para quem? Era o transporte de gente humilde, levada por políticos para formar a claque presidencial. No meio daquelas pessoas, Bolsonaro partiu pra galera. Poderia caminhar à vontade em meio a apoiadores, criando a imagem de que é amado pelo povo e que se sente à vontade para sair às ruas, alfinetando Lula, que não pode vacilar com a segurança diante do crescimento do número de psicopatas com a ascensão do bolsonarismo. Domingo, 7 de agosto de 2022. Vida real. Bolsonaro é expulso de um restaurante em São Paulo aos gritos de “fora!”. Sem a claque e no meio
Órgãos de Inteligência suspeitam de ataques terroristas no 7 de Setembro

Órgãos de Inteligência suspeitam de ataques terroristas no 7 de Setembro

Blog, Wagner Melo
A extrema-direita conservadora continua com seu projeto de atraso para o Brasil. Enquanto o mundo caminha para o metaverso, estamos ainda na década de 1960, no auge da “guerra contra o comunismo”, que já era uma das bandeiras de luta de Hitler na Alemanha, na década de 1930. Agora, os órgãos de inteligência investigam a possibilidade de termos outro episódio semelhante ao do Riocentro, registrado em 1981. Na noite de 30 de abril daquele ano, o Exército e a Polícia Militar do Rio de Janeiro planejaram um ataque terrorista para incriminar grupos de oposição à Ditadura Militar e recrudescer o regime, além de retardar a reabertura democrática no Brasil. Felizmente, a bomba explodiu antes do planejado e o sargento do Exército Guilherme Pereira do Rosário, de 35 anos, que a trazia no c
Capa do Correio do Povo merece um Oscar

Capa do Correio do Povo merece um Oscar

Blog, Wagner Melo
Alguém poderia dar um Oscar para quem editou a capa do Correio do Povo dessa terça-feira, 19 de julho de 2022? Logo abaixo da manchete “A diplomatas, Bolsonaro critica o sistema eleitoral”, o jornal gaúcho traz a foto em destaque de um boi, alusiva à matéria sobre pecuarista que transportava o gado numa Kombi. Para bom entendedor, a mensagem subliminar basta. Ao mentir descaradamente para representantes diplomáticos de dezenas de países, além de desmoralizar o Brasil internacionalmente, o  pré-candidato cometeu uma série de crimes. Porém, o gado segue satisfeito e idolatrando o projeto de ditador que esperamos ficar só no projeto mesmo.

Morte de Coco traz alívio para os bolsonaristas

Blog, Wagner Melo
O bolsonarista Claudinei Coco Esquarcini, que teria mostrado as imagens da câmera de segurança da Associação Recreativa Esportiva Segurança Física de Itaipu (Aresf) ao assassino do tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, foi encontrado morto. Agora, a mesma polícia que fez um contorcionismo hercúleo para provar que o crime não foi político, para limpar a barra de Bolsonaro, diz que a morte do vigilante foi suicídio. Como querem que a gente acredite? O depoimento de Coco seria fundamental para mostrar a motivação política de Jorge Guaranhos, o policial penal assassino. Teorias da conspiração à parte, vou parar por aqui. Quero ver o Sol nascer amanhã...

Maceió terá ato neste sábado por Marcelo Arruda e contra a violência política

Blog, Wagner Melo
Maceió é uma das cidades que confirmaram a realização de ato pela paz e justiça por Marcelo Arruda, assassinado por um animal bolsonarista no último domingo, 10, enquanto comemorava o aniversário de 50 anos com o tema “Lula”, e só por isso. Será neste sábado, 16, às 8h, na Praça dos Martírios. No mesmo dia, humanos civilizados se unem em Londrina (PR), às 10h30, na Concha Acústica Central. No domingo, 17, o ato contra a violência política será realizado em Foz do Iguaçu (PR), cidade onde aconteceu o crime brutal. Será às 10h, na Praça da Paz. No mesmo dia e horário, manifestações estão programadas para Curitiba-PR (Praça Tiradentes, em frente à Catedral) e São Paulo-SP (em frente ao MASP). Essas manifestações são importantes, não apenas para cobrar justiça, mas, para defender a

Ex-funcionários da OAM reagirão à perversidade de Collor e Bolsonaro

Blog, Wagner Melo
A aliança de Collor e Bolsonaro pode dar em coisa boa? Lógico que não. Quando presidente, Collor destruiu vidas, famílias e levou muitos brasileiros ao suicídio com o histórico confisco da poupança. Bolsonaro é esse troço aí que as pessoas normais vão derrotar nas urnas em outubro. O alvo destes dois sádicos, agora, são os funcionários demitidos das “Gazetas”, em recuperação judicial, que estão prestes a tomarem um calote durante a assembleia dos credores marcada para esta quarta-feira, 12. O contribuinte já tomou prejuízo com o “perdão” de 70% das dívidas da empresa junto ao BNDES. Nesta assembleia, chegou a vez deles maltratarem os trabalhadores, tentando feri-los em sua dignidade. Leia esta cláusula do aditamento anexado ao projeto de RJ: Isso mesmo! Tendo um, cinco,

TRE-PR cassa quatro deputados bolsonaristas. A verdade libertou o povo

Blog, Wagner Melo
"E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará", diz a Bíblia em João 8:32. E não é que libertou a Assembleia Legislativa do Paraná de quatro bolsonaristas? Nesse 4 de julho, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), numa feliz decisão, cassou a chapa completa de deputados estaduais eleitos pelo PSL em 2018. Os quatro cavaleiros do cão eram acusados de fraude no preenchimento das cotas de gênero pela coligação PSL/PTC/Patriota. O processo começou após uma denúncia do Ministério Público Eleitoral, segundo a qual a chapa incluiu o nome de duas mulheres como candidatas a deputada estadual sem o consentimento delas. Os homens de bem queriam apenas cumprir a cota legal de participação feminina na chapa. São eles os agora ex-deputados Luiz Fernando Guerra (União), Ricardo Ar

Os políticos perversos e a religião como instrumento eleitoral

Blog, Wagner Melo
Separar o estado da religião foi um dos maiores avanços civilizatórios de grande parte da humanidade. Onde as leis religiosas imperam, mulheres são açoitadas e até mortas após serem estupradas, sob a acusação de “sexo fora do casamento”. Gays são atirados de cima de prédios e todo o tipo de barbaridade é cometido em nome do “amor divino”, da família e dos "bons costumes". Por isso, é retrocesso, sim, o que Bolsonaro falou hoje (28), em Maceió, no show de horrores que foi a entrega de conjuntos habitacionais na orla lagunar – o que foi aquilo, Biu de Lira? Chamar um eleitor de “filho da puta” e falar esperneando como um menino atrevido não é bonito, não. Mas, para quem venceu uma eleição para senador com aquelas dancinhas, na era pré-Tik Tok, não surpreende a performance, digamos, teatra