27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Autor: Marcelo Firmino

‘Rachadinhas’ não racham Flávio Bolsonaro no STJ; só pés descalços

‘Rachadinhas’ não racham Flávio Bolsonaro no STJ; só pés descalços

Blog, Marcelo Firmino
A justiça tem lado e sabe escolher bem à base do vale quanto pesa. O caso das "rachadinhas" do senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ), agora anulado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), diz muito sobre essa realidade. Flávio foi denunciado em processo de corrupção por peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro pelo Ministério Público do Rio. Segundo a denúncia, ele desviava salários de funcionários durante os mandatos que teve como deputado estadual da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. O irmão dele, Carlos Bolsonaro, também foi acusado de manter a mesma prática na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Mas, agora o STJ diz que isso não é problema. Ou que talvez não seja nada e anulou os processos. O principal articulador para anulação do processo contra
Para Bolsonaro, Valdemar Costa Neto agora é o mais honesto do mundo

Para Bolsonaro, Valdemar Costa Neto agora é o mais honesto do mundo

Blog, Marcelo Firmino
Há, desde longo tempo, uma máxima dos mais antigos, conservadores e afins, nos seguintes termos: -Diz-me com quem andas e te direis quem és. O dito popular cai muito bem na decisão do presidente Jair Bolsonaro se filiar ao PL, partido do Centrão, controlado até o último centavo, por Waldemar Costa Neto, um homem famoso no baixo clero da política brasileira. Muito mais pelas falcatruas que realiza do que pela nobreza de caráter. Eles, Waldemar e Bolsonaro, agora se juntam na mesma legenda, apesar de o presidente ter dito, em 2018, que Waldemar era "um corrupto condenado". Verdade. Waldemar foi condenado na justiça como corrupto. Teve decretada sentença de prisão de 7 anos e 10 meses. Mas, agora, pelo andar da carruagem, Costa Neto salta - aos olhos de Bolsonaro - de corr
Rosa Weber suspende orçamento secreto: ‘está à margem do direito e da lei’

Rosa Weber suspende orçamento secreto: ‘está à margem do direito e da lei’

Brasil
O presidente d Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), certamente terá um fim de semana muito atribulado com a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, que suspendeu o orçamento secreto, que vinha sendo administrado pelo Centrão. A ministra Rosa Weber ordenou nesta sexta-feira, 5, a suspensão integral e a imediata execução dos recursos orçamentários das RP 9, as emendas de relator. A decisão sobre o chamado orçamento secreto é liminar (provisória). Ao decidir sobre o tema, a ministra alegou que é incompatível com a forma republicana e o regime democrático de governo “a validação de práticas institucionais adotadas no âmbito administrativo ou legislativo que, estabelecidas à margem do direito e da lei, promovam segredo injustificado sobre os atos pertinent
Pelo chambaril, Arthur Lira e Fernando Collor invadem o bar do Lula

Pelo chambaril, Arthur Lira e Fernando Collor invadem o bar do Lula

Blog, Marcelo Firmino
Os clientes do Bar do Lula se surpreenderam nesta sexta-feira, 05, dia de feijoada, com uma invasão política jamais esperada. Na frente, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e em seguida  o senador Fernando Collor, também seguido de assessores. Eles foram de mesa em mesa, cumprimentando os presentes e se reuniram depois em uma grande mesa de canto para saborear o Chambaril, carro chefe da casa, e a feijoada, prato do dia. Mas, pediram ainda guisado de carneiro, picanha e miúdos de galinha. Entre selfies e abraços trocados marcaram presenças como autoridades da República. Arthur e Collor, hoje, são como irmãos siameses na defesa do governo Jair Bolsonaro. Mas, além de tudo isso, sinalizaram que estão em campanha já para 2022. O bar do Lula, escolh
Nem da mentira, nem genocida, Bolsonaro concede a si mesmo o título de cientista

Nem da mentira, nem genocida, Bolsonaro concede a si mesmo o título de cientista

Blog, Marcelo Firmino, Política
Estou estupefato. Jair Bolsonaro concedeu a si próprio o titulo de cientista. Ele fez descaso da pandemia da Covid-19, disse que era uma gripezinha, sem ser médico receitou Cloroquina e Ivermectina, com o aval do Conselho Federal de Medicina e outros tantos, e agora tira onda com o mundo inteiro. Nem parece que no Brasil morreram mais de 600 mil pessoas em função de toda falta de zelo e combate em tempo hábil à pandemia. Pouco importa, para ele. Que diabo de País é esse que o presidente da República institui um decreto para conceder a si próprio a Medalha de Ordem Nacional do Mérito Científico? Atente-se bem: "Mérito Científico". Poderia ser mérito da mentira, das rachadinhas, da milícia armada que mata jovens negros e pobres pelo País, da  homofobia, do genocida, enfim,
Bartolomeu Dresch, um bom companheiro que se vai com espírito guerreiro e alma de menino

Bartolomeu Dresch, um bom companheiro que se vai com espírito guerreiro e alma de menino

Política
A tristeza não espera e é absolutamente traiçoeira, com suas notícias tristes. Parece que é proposital. Foi exatamente assim comigo nesta sexta-feira, 05. Ao acordar recebo a notícia da morte de um velho e bom companheiro. Luiz Bartolomeu Dresch, 66 anos. Iniciamos juntos no jornalismo alagoano. Ele um gaúcho, bom de bola, e repórter  investigativo, de fino trato, com reportagens premiadas no velho Jornal de Alagoas e na antiga Tribuna, da Rua João Pessoa. Dresch tinha alma de menino, mas espírito guerreiro. Brincalhão em cada redação que passou e solidário com os mais jovens que entravam na profissão. Vindo de Canelas (RS) para Alagoas, em meados dos anos 70, começou como revisor no Jornal de Alagoas, na rua Boa Vista, mas logo foi repórter. Enquanto jovem, duas coisas
Governo ameaça até as emendas impositivas de quem for contra a PEC

Governo ameaça até as emendas impositivas de quem for contra a PEC

Blog, Marcelo Firmino, Política
O jogo bruto do governo, nesta quarta-feira, 3,  para a aprovar a PEC do calote nos professores é muito forte. Tanto que agora o Planalto está ameaçando não liberar as emendas impositivas dos parlamentares que votarem contra a PEC. É exatamente essa informação que o presidente da Câmara, Arthur Lira, vai apresentar aos líderes da oposição, cujas bancadas estão contra a PEC dos Precatórios. As emendas parlamentares impositivas foram criadas por lei em 2015. A lei obriga o governo a liberar a execução de emendas parlamentares até o limite de 1,2% da receita corrente líquida. Sendo que metade do valor dessas emendas deve ser aplicada na área de saúde. No ato da aprovação da lei, o presidente da Câmara era o deputado Eduardo Cunha (DEM-RJ). O processo foi feito no auge das mobi
Renan: PEC dos precatórios é atentado contra o presente e futuro do País

Renan: PEC dos precatórios é atentado contra o presente e futuro do País

Blog, Marcelo Firmino
A Câmara dos Deputados deve votar nesta quarta-feira, 3 de novembro, a PEC dos precatórios, em meio a uma grande expectativa dos professores que poderão ficar sem o dinheiro a que têm direito em 2022 e com 40% a menos em 2023. A PEC sofre intensa campanha de reação de parlamentares de oposição, como senador Renan Calheiros (MDB), que tem acusado Bolsonaro de querer dar calote nos professores e demais credores, com puro objetivo eleitoreiro. Nas redes sociais, o senador disse que o Brasil não pode dar um imenso calote em estados e municípios "para financiar a obsessão de Bolsonaro". Segundo ele, a obsessão é acabar com o Bolsa Família "e criar um programa fake só para chamar de seu". Em postagem recente, Renan Calheiros disse que a PEC dos precatórios é um atentado contra o
PEC dos precatórios não paga professores em 2022 e reduz 40% em 2023

PEC dos precatórios não paga professores em 2022 e reduz 40% em 2023

Blog, Marcelo Firmino
A pedalada fiscal que o governo Bolsonaro pretende com a PEC dos precatórios, além do calote nos credores, é também um golpe nos direitos dos professores. A proposta enviada à Câmara dos Deputados mudando as regras para o pagamento dos precatórios, negando o débito  de R$ 89,1 bilhões e assumindo menos da metade, mas com foco no pagamento do “novo bolsa família”, colocará no fim da fila a causa dos professores da rede estadual e municipal em vários Estados do País. Ou seja, o sonho do dinheiro dos precatórios no fim do ano de 2022 passará a ser apenas mais um sonho, caso o Congresso aprove a PEC idealizada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. A ideia do governo e seus aliados é pagar apenas R$ 41 bilhões em 2022, sendo que esse montante seria, em maior parte, destinado ao
Aumentos de combustíveis garantem lucro de R$ 31 bi a elite de investidores

Aumentos de combustíveis garantem lucro de R$ 31 bi a elite de investidores

Blog, Marcelo Firmino
Na busca de uma solução para as constantes altas dos preços dos combustíveis no País, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) — órgão composto por secretários de Fazenda dos estados e do Distrito Federal — decidiu nesta sexta-feira, 29, congelar por 3 meses o valor do ICMS cobrado nas vendas de combustíveis A expectativa do Confaz e dos Estados é que a Petrobras se mova e faça alguma coisa. Afinal, não adianta congelar o ICMS e os preços do gás de cozinha, gasolina e diesel continuarem sendo reajustados pela empresa paraestatal, com o devido alinhamento da alta do dólar. Cada vez que o preço aumenta lá quem ganha são os investidores nacionais estrangeiros. São eles e só eles. Basta perceber que esses acionistas faturaram, com os constantes aumentos dos preços dos c