23 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro desiste do Renda Brasil

‘Vamos ficar com o Bolsa Família e ponto final’, afirmou o presidente em vídeo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (15), em vídeo nas redes sociais intitulado ‘Congelar aposentadorias e etc. Devaneio de quem está desconectado com a realidade‘, que desistiu de lançar o programa Renda Brasil, uma reformulação do Bolsa Família.

E foi além: afirmou que ameaçou com “cartão vermelho” integrantes da equipe econômica que defenderem medidas como o corte de benefícios de aposentados e deficientes.

“Jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos. Quem, porventura, vier me apresentar uma medida como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para esta pessoa. É gente que não tem o mínimo de coração o mínimo de entendimento de como vivem os aposentados no Brasil. Pode ser que alguém da equipe econômica tenha falado neste assunto. Mas, por parte do governo, jamais vamos congelar salários de aposentados, bem como jamais vamos fazer com que o auxílio para idosos e pobres com deficiência sejam reduzidos por qualquer coisa que seja”. Jair Bolsonaro, presidente.

A fonte de recursos para o programa gera divergências. Entre as propostas estão congelar o reajuste salarial de aposentados e pensionistas por dois anos, como forma de compensação dos gastos extras. Algo já vetado por Bolsonaro, assim como a extinção do abono salarial e seguro-defeso.

A mensagem do presidente foi divulgada após Bolsonaro convocar Guedes para uma reunião que não estava prevista na agenda. O Planalto não confirmou o motivo da reunião de última hora e se há previsão de término da conversa, que fez o o ministro adiar sua participação no “Painel Telebrasil 2020”.

A equipe do ministro estudava desvincular o reajuste do salário mínimo das aposentadorias como forma de financiar o Renda Brasil, o que foi confirmado pelo secretário de Fazenda, Waldery Rodrigues. E contra ações como essa, ao final do vídeo, o presidente foi ainda mais enfático:

“Até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família. E ponto final”. Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.