1 de março de 2024Informação, independência e credibilidade
Blog

Braskem gerou prejuízo de R$ 30 bi em Alagoas, diz secretária da Fazenda

Secretária Renata Santos diz que números foram definidos em estudos encomendados pelo Estado

Renata Santos: Estudos no Estado foram iniciados em 2019

Em entrevista ao portal Metrópoles, a Secretária da Fazenda de Alagoas, Renata Santos, declarou neste domingo, 10, que estudos encomendados pelo governo alagoano revelam que os prejuízos causados pela Braskem ao Estado chegam a R$ 30 bilhões.

Os estudos envolvem estimativas dos impactos do crime ambiental da Braskem na capital alagoana, que destruiu 6 bairros com mais de 60 mil pessoas atingidas de forma dramática pela mineração desenfreada.

A secretária listou perdas de toda ordem elencadas no estudo, que abrangem desde perdas do patrimônio físico do estado, caso de escolas e equipamentos de saúde, a danos individuais e coletivos que traumatizaram famílias, impactaram a saúde de milhares de pessoas e atentaram contra a estabilidade socioeconômica de comunidades inteiras.

Renata Santos destacou na entrevista que a discussão dos problemas causados pela Braskem acontece desde 2019.

“Ao longo desse tempo, fizemos vários estudos. Em um deles, o mais recente, as estimativas de custo chegam, no cenário mais estressado, a R$ 30 bilhões. A menor avaliação de perdas é de cerca de R$ 20 bilhões”, declarou.

Disse ela que o crime da Braskem em Maceió é mais que um absurdo. “Fomos procurar um caso parecido no mundo, mas não existe nada semelhante, muito menos nas mesmas proporções”, pontuou.

A entrevista é contundente. O crime ambiental é cruel e a solução não virá num passe de mágica. Mas, não significa dizer que os responsáveis tenham que ficar impunes.

A Braskem é criminosa. E alguém permitiu que o crime acontecesse.