21 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Economia

Em 24 horas, o fundador da Amazon ficou US$ 13 bilhões mais rico

Jeff Bezos é hoje a pessoa mais rica do mundo e apesar da crise aumentou sua fortuna de 74 bilhões para US$ 189,3 bilhões em 2020

Já imaginou de um dia para o outro você ficar quase R$ 70 bilhões de reais mais rico? Foi exatamente o que aconteceu com Jeff Bezos, fundador da Amazon, que entre esta segunda e terça-feira (21), aumentou seu patrimônio líquido em US$ 13 bilhões.

A quantia foi maior ganho em um único dia para um indivíduo desde que o Índice de Bilionários Bloomberg foi criado em 2012.

A engorda em sua carteira aconteceu depois que as ações da Amazon.com subiram 7,9%, o maior salto desde dezembro de 2018 em meio ao otimismo crescente sobre as tendências de compras na web, e agora acumulam alta de 73% desde janeiro.

Com 56 anos, Bezos é hoje a pessoa mais rica do mundo. E neste ano, apesar da crise econômica mundial, ele aumentou sua fortuna de US$ 74 bilhões para US$ 189,3 bilhões.

Sozinho, Bezos vale mais do que a capitalização de gigantes como Exxon Mobil, Nike e McDonald’s. A quantia é tão colossal que Mackenzie Bezos, ex-mulher do empresário, ganhou US$ 4,6 bilhões ontem, e agora é a 13ª pessoa mais rica do mundo.

No cenário atual, os pobres ficam mais pobres e os ricos mais ricos: Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, elevou seu patrimônio líquido em quase US$ 15 bilhões desde janeiro, mesmo com os boicotes de anúncios de marcas na gigante de redes sociais.