24 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Enem: Alunos da 1ª turma do Novo Ensino Médio garantem vagas em instituições federais

Modelo adotado na Rede Sesi Senai associa ensino regular à formação técnica e profissional.

Nathanny Teles tirou 980 na Redação do Enem | Divulgação

Estudantes da Escola Sesi Senai Benedito Bentes, concluintes de uma das cinco turmas pioneiras do país no Novo Ensino Médio (NEM), comemoram o bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As notas do Exame abrem as portas para o ensino superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Aprovada em História na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), a aluna Nathanny Dias Teles chegou perto da nota máxima da Redação do Enem. A garota afirma que o resultado é fruto de muito esforço pessoal e do ensino que recebeu na escola da Rede Sesi Senai.

“A escola foi crucial no meu processo de aprendizagem, pois, foi a partir dela que eu consegui analisar várias atitudes que me ajudaram a render ainda mais nos meus estudos. Além disso, tive muito apoio dos professores e isso foi de suma importância para que eu conseguisse alcançar 980 na Redação do Enem 2020”, afirma.

O Novo Ensino Médio, que foi adotado definitivamente na Rede Sesi Senai de Alagoas neste ano letivo de 2021, faz toda a diferença, de acordo com a pedagoga Amanda Rafaela, que acompanha a implementação do NEM desde 2018. “Acompanhar, pedagogicamente, esse modelo, me trouxe a confiança de que o trabalho de nossa equipe estava seguindo caminhos que permitiram aos nossos estudantes um lugar de protagonismo, com possibilidades de escolhas de vida para além da escola”, revela.

Nathanny Dias confirma o que diz a pedagoga. “Como perspectiva do futuro, eu pretendo utilizar todo o conhecimento que foi adquirido na escola e, me espelhando na qualificação dos professores no nível Sesi Senai, [também] atuar na área de licenciatura com excelência. E, quem sabe, lecionar! Ademais, também pretendo ampliar meu microempreendimento no ramo da confeitaria”, destaca.

Colegas da turma dela também conseguiram aprovação em cursos de nível superior em instituições de ensino federais e privadas, como os de licenciatura nas áreas de Física, Letras e Matemática, do Instituto Federal de Alagoas (Ifal); Engenharia de Alimentos, da Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (Ufape); Pedagogia e Engenharia Sanitária e Ambiental, da Ufal; e Engenharia Elétrica, do Cesmac.

Novo Ensino Médio

No Brasil, o Novo Ensino Médio associa o ensino regular à formação técnica e profissional. Nas primeiras turmas do país, implantadas em 2018 pelos departamentos nacionais do Sesi e Senai nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo e Goiás, o curso de Eletrotécnica foi escolhido após pesquisa em âmbito nacional, considerando a demanda de profissionais.

O modelo de ensino também está alinhado à abordagem educacional conhecida como STEAM – acrônimo em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes/Design e Matemática.